Mundo bonito: conheça um pouco sobre a fauna da Amazônia

A Amazônia é uma das regiões mais ricas, bonitas e desconhecidas do mundo. E apesar de ser intensamente desmatada, ela é ainda um dos biomas mais preservados que existem. Por isso, é também casa de inúmeros animais: das temidas onças-pintadas às mortais piranhas-vermelhas, a fauna da Amazônia guarda o sagrado e o selvagem. Então, antes de se embrenhar pela mata, conheça com o Blog Vida ao Ar Livre algumas das principais espécies que você pode encontrar em uma viagem para a Amazônia.

 

FAUNA
Peixes

O Rio Amazonas é o maior rio em volume de água do mundo. Nada mais justo que fosse ele também o que tivesse o maior número de espécies do planeta. Tucunarés, piranhas e tambaquis são apenas algumas, de uma estimativa que chega a cifra de três mil.

Só para destacar alguns dos mais impressionantes: o pirarucu é um dos maiores peixes de água doce do mundo, chegando a pesar 200kg e 3m de tamanho. Sua carne é muito apreciada pelas populações ribeirinhas por ser macia e sem espinhos.

Na região do médio rio Solimões, apenas os ribeirinhos podem pescá-los comercialmente, como parte de uma política sustentável, e toda atividade é regulamentada para que não impacte na preservação da espécie. Esse é, inclusive, um dos  principais objetivos do Instituto Mamirauá, a 600km de Manaus. Desde 1999 a atuação do instituto incrementou em 447% o número de exemplares da espécie na região. É lá que fica a Pousada Uacari, que oferece a possibilidade de conhecermos uma parte da floresta inundada da Amazônia.

Pirarucu - Amazônia

 

Aves

O número de aves catalogadas na Amazônia já chega em 1.300 espécies. Além dos tucanos, araras, corujas, garças e gaviões, a região guarda nomes que causam frisson entre os amantes de fotografia de pássaros. Alguns dos mais bonitos são o galo da serra, com sua crista laranja em forma de meia-lua, o setes-cores-da-amazônia, com seus verdes e azuis vibrantes e a harpia, com seu olhar inquisidor de ave de rapina.

Galo da Serra - Amazônia

Um outro exercício super prazeroso é tentar identificar o canto dos pássaros. Cada um tem um som específico, e os mais sabidos do assunto dizem que o uiapuru-verdadeiro tem um dos mais complexos. Não à toa, ele é popularmente conhecido como “músico” ou “corneta”. Seja para escutar ou fotografar, uma ótica dica é passar nas torres de observação do Cristalino Jungle Lodge, na região sul da Amazônia. De lá você terá uma visão desimpedida à mais de 30m do chão.

 

Mamíferos

Finalmente, os mamíferos são compostos por cerca de 300 espécies. Vários deles, como a onça-pintada, o macaco-aranha, o peixe-boi e o tamanduá, estão hoje em alto risco de extinção, devido a expansão agrícola e poluição que ocorreu nas últimas décadas. Por isso, sempre que estiver visitando a natureza, lembre-se de retribuir respeitando o espaço e causando o menor impacto possível.

Se você se interessa por um contato mais próximo com os animais, não deixe de conferir o que o elegante barco do M/V Desafio oferece. Navegando pelo rio vamos até Anavilhanas, que abriga um dos maiores arquipélagos fluviais do mundo, seguimos até uma comunidade indígena, onde você pode ver os famosos botos amazônicos.

Boto - Amazônia

Felizmente, pelo grandioso ecossistema, é muito comum ouvir que novas espécies tenham sido descobertas. E olha que aqui nos restringimos apenas a classes de animais vistosos, porque se falássemos de insetos, a lista não acabaria mais. E mesmo dos que citamos aqui, essa é apenas a ponta do iceberg. Para ver o resto dele, precisa viajar. E claro, criar a sua própria lista da fauna da Amazônia.

 

Leia outros textos sobre a Amazônia:

Deixe uma resposta