Pisa Trekking Aventura Levada a Sério

(11) 5052-4085 • (19) 3253-0274

Receba nossos Informativos

Reserve Agora

Voltar

As Cavernas e Cachoeiras do PETAR

Cód.Roteiro:332

Convidar Amigo Imprimir

EXPERIÊNCIAS:

  • Trekking

    Trekking

  • |
  • Viagens Rodoviárias

    Viagens Rodoviárias

  • |
4 DIAS E 3 NOITES

Nível de dificuldade:

- Moderado -
Valor a partir de:

Sob consulta

c/ transporte rodoviário

Gostou do Roteiro?
Solicite a sua Pré-reserva!

Solicitar

Os antropólogos acreditam que a região do P.E.T.A.R (Parque Estadual Turístico do Alto do Ribeira) já era habitada por populações indígenas há mais de dez mil anos. Mas foi no final do século XVII, com o início das Bandeiras, que a região começou realmente a ser ocupada. Muitos dos moradores dessa área são descendentes de antigos quilombos que lá existiam. O P.E.T.A.R foi o primeiro parque brasileiro criado para proteger as cavernas, fundado em 1958 possui relevo acidentado com altitudes médias de até 700 metros. Está localizado entre as cidades de Iporanga e Apiaí no Vale do Ribeira e faz parte do Complexo Ecológico da Serra de Paranapiacaba.

Clique aqui e veja mais fotos!

Pontos de Interesse

Cavernas do Núcleo de Santana / Cavernas do Núcleo Ouro Grosso / Boia Cross no Rio Betary / Cachoeiras do Sem Fim

Sobre a Trilha

As caminhadas por cavernas sempre merecem uma atenção especial. Por ser um ambiente escuro e com diversos trechos escorregadios, o uso dos equipamentos de iluminação e capacete é obrigatório. Boa parte da caminhada é feita em caverna molhada, ou seja, dentro das cavernas existem trechos onde caminhar por dentro da água é a única saída.

 

Por que fazer?
- Conhecer o maior complexo de cavernas da América do Sul
- Conhecer a maior reserva de mata atlântica do Mundo
- Conhecer o mundo subterrâneo
- Entrar em contato com a natureza
- Experimentar o tradicional drink da região: Leite de Onça
- Ver as belezas que as cavernas escondem

Dia a Dia

1º Dia - SÃO PAULO / IPORANGA

Apresentação às 20h00 na Estação Vergueiro do Metrô e partida às 20h30 com destino a Iporanga. Chegada prevista para às 04h00 e pernoite.
 
Pernoite em Pousada
 
Sem refeições inclusas


2º Dia - CAVERNA SANTANA / MORRO PRETO / COUTO / CACHOEIRA DO COUTO

Às 07h00 café da manhã. Neste dia, conheceremos a caverna Santana, considerada uma das maiores e mais bonitas cavernas do Brasil, com diversas formações (espeleotemas), com suas passarelas e grandes abismos. Visitaremos o rio Betary com suas cachoeiras e piscinas naturais. Conheceremos também as cavernas do Couto e Morro Preto, com vistas maravilhosas de dentro da cavernas. Uma aventura a parte. Retorno à pousada e jantar.
 
Pernoite em Pousada
 
Café da manhã, lanche de trilha e jantar


3º Dia - OURO GROSSO / ALAMBARI DE BAIXO / BÓIA CROSS NO RIO BETARI

Nossa atividade começa mais cedo neste dia de passeio. Iremos caminhar pela Mata Atlântica e percorrer a incrível Caverna do Ouro Grosso, com suas cachoeiras internas. Após, seguiremos para a gigantesca entrada da Caverna Alambari de Baixo e observaremos o quanto a natureza é sábia. Caminharemos por dentro da caverna e observaremos suas formações. Para aumentar a quantidade de aventuras, faremos um delicioso Boia Cross, ou seja, desceremos as corredeiras de um rio em cima de uma boia preparada para a prática desse esporte. Durante a descida, além de nos divertirmos muito, poderemos observar mais uma vez as belezas da Mata Atlântica. 
Retorno para a pousada e jantar.
 
Pernoite em Pousada
 
Café da manhã, lanche de trilha e jantar


4º Dia - CACHOEIRAS DO SEM FIM / SÃO PAULO

Após o café da manhã, faremos o fechamento da nossa viagem com um delicioso banho nas Cachoeiras do Sem Fim, uma sequência de 3 cachoeiras com piscinas e hidromassagem naturais.
Voltaremos a pousada para o almoço e check-out na pousada.
Em seguida, retorno para São Paulo, com chegada prevista na Estação Vergueiro do metrô para às 22h00.
 
Sem pernoite incluso
 
Café da manhã e almoço
 
 
***A programação acima poderá sofrer modificações devido a fatores climáticos, de acesso ou que possam interferir na segurança dos participantes.


O que está Incluso

Inclui
- Transporte fretado - São Paulo / Iporanga / São Paulo ( Carro / Van / Micro-ônibus)
- 3 Pernoites com pensão completa
- 2 Lanches de trilha
- Capacete
- Lanternas
- Taxas ambientais
- Guia Pisa Trekking
- Guia local especializado
- Seguro viagem
- Brinde Pisa Trekking
 
Não Inclui
- Bebidas
- Despesas extras
- Atividades não descritas no roteiro

O que levar

- Headlamp (lanterna de cabeça) (opcional)
- Pilhas extras
- Protetor solar
- Repelente de insetos
- Máquina fotográfica (de preferência aquática)
- Cantil
- Boné
- Tênis confortável com sola aderente (obrigatório)
- Calça comprida (obrigatório)
- Camiseta manga curta (obrigatório)
- Roupa de Banho
- Agasalho
- Anorak
- Mochila pequena para os passeios
- Toalha (obrigatório)
- Sacos plásticos para roupas sujas/molhadas e lixo, e toalha de banho
 
Na Pousada da Diva é necessário trazer cobertor e toalha de banho para as acomodações em quartos de beliche.

Informações Importantes

- É proibido entrar nos núcleos com: bermudas, chinelos, papetes, camisetas regatas, animais e carbureteiras.
- Não possuí sinal de celular e internet.
- Recomendamos levar dinheiro em espécie ao invés de cartão.

Depoimentos

  • Roberto Viccinelli
    "Souvenir do Petar"
    Está chegando o carnaval. O que vou fazer ? Fico na bagunça do sambódromo o vou ficar longe ? 
    De repente lembrei que no final do ano passado entrei em contato com a turma da pisa trekking e experimentei trilhas e cachoeiras no Itararé. Adorei.  
    Rápida consulta no site da Pisa e pronto: desta vez vou fazer trekking no Petar! 
     
    A palavra Petar diz tudo e nada.  A coisa melhor é mergulhar neste "alto de ribeira". 
    Também desta vez o grupo é bem misturado. Mulheres, homens,  casal, solteiros. Quem tem muita, quem tem pouca e quem tem nada de experiência de trekking. Mas todos com vontade de mergulhar na natureza e desligar a bateria. No meu caso desliguei literalmente também o meu Samsung Galaxy A7 que pouco antes da saída de São Paulo começa a mostrar sinal de irreversível declino. 
     
    Depois de poucos km de viagem o grupo já mostra uma ótima harmonia, vibração e simpatia. Com a esperta e professional supervisão da guia local Ney  e com o acompanhamento do Ricardo da Pisa,  descobrimos que o Petar não é somente rios, cachoeiras e Mata Atlântica. O Petar é também um itinerário sem fim de Cavernas. 
     
    Lá fora é uma explosão de cores e perfumes, de borboletas e mariposas,  de andorinhas e beija flores. Uma imensa variedade de plantas como palmito,  figueira (com inclusão da "mortal" mata pau) e banana flor (a única com sementes). Totalmente mergulhados nesta natureza selvagem e com o olho atento do Ney, depois pouco tempo fica normal encontrar cobras no nosso caminho.  No meio da trilha, ao lado de uma árvore o na entrada de uma caverna. 
     
    Lá dentro, nas cavernas,  descobrimos um mundo paralelo.  Um mundo que para "escolha divina" vive e pulsa na escuridão. E para entrar em vibração com este mundo precisa acalmar se, ativar outros sentidos, olhar no olho esta escuridão.  E de repente sentimos que não somos sozinhos.  Tem gotas de água,  rios, cachoeiras,  estalactites, estalagmites,  morcegos e a rara espécie de "aranha albina". 
     
    O ritmo é intenso,  dentro e fora das cavernas,  dentro e fora das cachoeiras.  E para celebrar o nosso "trekking day" nunca faltou o compromisso com pastel & cerveja (a conta é aquela do gringo). 
     
    E depois de 7 cavernas, cachoeiras sem fim e trilhas encantadoras,  você pode pensar que afinal tudo foi feito, tudo foi explorado.  Mas o Petar sempre tem surpresas ... O último dia quando corpo e mente começam a relaxar se, é aí que chega a prova com mais alto nível de dificuldade: o Bóia Cross! Mas o que será este bóia cross? Será uma coisa tipo moto cross o tipo cross fit? Na dúvida,  melhor ficar focado. 
     
    E assim a turma começa a boiar nas águas do rio Betari. Caindo,  capotando o ficando travado em cima de uma pedra,  chegamos ao ponto de parada.  Não todos ... a onde está a guia? Acontece o impossível.  A guia se perdeu.  E agora,  "quem guia da guia" ? Afinal a guia foi perdoada.  
    Em verdade parece que no mundo das Aventuras existe uma lenda que fala o seguinte: uma guia nunca se perdeu ... Simplesmente estava procurando novas trilhas,  novos caminhos... 
     
    Até logo. Abraço
     
  • Cristiane Kohn
    Olá Tainah, a viagem foi excelente! Eu me diverti demais. O único problema é a hora de partir, dá um gostinho de "quero mais" ... dá vontade de ir embora só no dia seguinte ...
     
    O grupo estava em harmonia, todos curtindo. Com isso o guia conseguiu aprimorar o roteiro e sugerir desafios que fizeram a diferença. Foi realmente muito bom. O Ricardo e o Ney fizeram uma excelente dupla e enriqueceram nosso conhecimento com tudo que compartilharam conosco.
     
    Eu digo que nesse Carnaval eu fui de tudo um pouco ... Minhoca, tatu, lagartixa,  peixe, índia e sereia ... Participei de vários blocos! Unidos da Zeni. Unidos do Mangarito. Unidos da Meia Molhada. Unidos da Aranha Albina. Unidos da Jararaca e por aí vai ...
     
    As sensações vividas dentro das cavernas foram as mais diversas e interessantes. Para mim, pessoalmente, foi uma viagem diferente da qual levo as melhores lembranças.
     
    Beijos e até a próxima (que seja breve),
    Cris

VOCÊ TAMBÉM VAI CURTIR

  • PROMOCIONAL - Chapada dos Veadeiros

    A partir de :
    R$ 1.590,00

    5 DIAS

    Terrestre
    Buscando lavar a alma com muito banho de cachoeira e boas energias? Não perca essa oportunidade!

    Nível de dificuldade:

    - Moderado -