Dica de Viagem: conheça as pinturas rupestres da Serra da Capivara

De pequenininhos, ouvimos falar das pinturas dos “homens das cavernas”. E quando falamos disso, normalmente pensamos em África ou em lugares extremos como na Patagônia. Mas você sabia que o Brasil também guarda essas obras de arte pré-históricas? No interior do estado do Piauí, a Serra da Capivara guarda 173 sítios arqueológicos prontos para serem visitados! Isso porque são mais de mil já catalogados até agora. Para conhecer um pouquinho mais dessas preciosidades, hoje, o Blog Vida ao Ar Livre falará das pinturas rupestres da Serra da Capivara.

Quando foram descobertas as pinturas rupestres da Serra da Capivara?

Em 5 de junho de 1979 foi criado o Parque Nacional da Serra da Capivara. Sob chefia de Niède Guidon, a região ganha notoriedade com as pinturas encontradas, até ser considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, em 1991. Hoje, são mais de 130.000 hectares de área protegida com artefatos e sítios datados de até 50.000 anos atrás. Em outras palavras, os registros humanos mais antigos já encontrados na América.

Sobre o que são as pinturas rupestres da Serra da Capivara?

Grande parte das pinturas são de animais. Inclusive, o símbolo do parque é justamente a de duas capivaras, mãe e filho entalhados no Boqueirão da Pedra Furada. Muitos estudiosos acreditam que nossos antepassados desenhavam animais nas paredes para registrar os feitos do dia. E como sua sobrevivência dependia essencialmente de caça e coleta, encontramos várias cenas de armadilha e emboscadas a tatus, onças e outras espécies.

pinturas rupestres na serra da capivara

Outro tipo de pintura bastante comum é do dia-a-dia em grupo. Em outras palavras, danças coletivas, adoração em volta de árvores, execução de prisioneiros, flagrante de um beijo e até cenas de sexo. E quando falamos sexo, você encontra uma série de pinturas muito mais liberais do que qualquer coisa que a Globo já fez em suas novelas.

Os traços das pinturas rupestres da Serra da Capivara são iguais?

Para olhos menos atenciosos, os desenhos acabam sendo um pouco parecidos. Mas se você conversar com os arqueólogos que estudam a região, você vai descobrir que cada pintura tem sua particularidade. E mais, dependendo das características que apresenta, podemos agrupá-la junto de outros desenhos numa mesma “tradição”. Dentre elas, as mais famosas são a Nordeste, a Agreste e a Geométrica.

  • Para você ter uma ideia, esse primeiro grupo (Nordeste) compreende a maior parte das pinturas citadas acima. A principal característica delas é a temática e as modalidades de encenação dos desenhos. Segundo estudos, elas teriam sido produzidas entre 12 a 6 mil anos atrás.
  • As de tradição Agreste são aquelas que você provavelmente acharia mais “toscas”. E não é à toa: além das imagens serem estáticas e sem muitos elementos, é bem comum encontrar as bordas escorrendo. O que é curioso, porque apesar da qualidade rudimentar, as pinturas são mais recentes (de 9 a 2 mil anos).
  • Já as Geométrica ainda não tem uma datação clara. Mas elas são as mais facilmente reconhecíveis. Isso porque elas são irreconhecíveis! Confuso? A ideia é que os rabiscos aqui de fato não formam nada além de rabiscos.

pinturas rupestres da serra da capivara

E uma dica é conhecer o Boqueirão da Pedra Furada de noite. Tudo fica iluminado por um laranja forte que nos leva para o tempo em que nossos ancestrais se reuniam em torno da fogueira para relembrar as histórias na parede. É uma experiência completamente diferente de uma visita matinal.

Uma vez no parque, é obrigatório a contratação de um guia. Afinal, estamos lidando com obras senis. Todo cuidado é preciso. E o bom é que o passeio também fica bem mais interessante, já que você terá aulas muito mais aprofundadas sobre toda a mística da região. E para isso, conte com os serviços da Pisa Trekking. Especialistas número 1 quando o assunto é ecoturismo, você terá uma viagem segura, confortável e, é claro, cheia de informações novas. Confira aqui nossos roteiros para a Serra da Capivara, converse com nossos atendentes e viaje para o passado!

 

Leia mais textos sobre a Serra da Capivara:

CONHEÇA NOSSOS ROTEIROS!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 285 outros assinantes

Deixe uma resposta