Monte Roraima, um sonho possível!

O Monte Roraima é uma formação pré-histórica de 2.800 metros de altura, que abriga mitos indígenas e formas de vida únicas. Por ser um dos pontos mais altos do país, ele é o sonho de consumo de muitos trekkers e montanhistas. Mas se você quer aproveitar o que o destino tem para oferecer, e não quer encarar um roteiro radical, confira: agora, existem roteiros de helicóptero para o topo do Monte Roraima.

Direto ao ponto

O Monte Roraima está localizado na tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana, em uma região coberta por savanas e florestas tropicais. Recentemente, a região despertou o interesse de muitos brasileiros por ser o pano de fundo da novela Império, que está sendo reprisada pela Rede Globo. 

Porém, chegar ao seu topo não é tarefa para qualquer um. O terreno é acidentado, com subidas e descidas frequentes, e para quem está percorrendo suas trilhas, o desgaste físico é extenuante. Em geral, é necessário ao menos 6 dias de caminhada, com 4 ou 5 horas por dia, e alguns momentos de descanso e banhos nos rios. 

As viagens de helicóptero, portanto, vêm para tornar essa região mais acessível. O helicóptero parte de Boa Vista, capital de Roraima, e te deixa diretamente no topo do monte, onde ocorre o trekking para alcançar o acampamento e visitar os outros atrativos próximos, em uma pegada muito mais leve e tranquila. 

Isso, é claro, depois do voo panorâmico que é feito na chegada ao destino, com o objetivo de mostrar sua magnitude e imponência. Segundo os povos indígenas da região, o Monte Roraima é morada para Makunaima, uma entidade sagrada que se tornou sua guardiã, e é também o local de repouso dos espíritos dos pajés, que penetram na terra e se transformam em cristais.

Beleza rara e misteriosa

Uma vez no topo, a viagem que se iniciou por helicóptero é praticamente igual à viagem de trekking. Um dos principais atrativos do Monte Roraima é justamente o Vale dos Cristais, cuja superfície é repleta de cristais de quartzo branco e, em alguns lugares, de pontas de grafite. 

Outros dos principais atrativos são o Ponto Triplo, onde um monumento piramidal marca a divisa entre os três países que compartilham o monte, e o El Foso, que toma a forma de uma pequena cachoeira que despenca para dentro do monte, formando uma piscina natural de 6 metros de profundidade e 20 metros de diâmetro.

Durante os roteiros mais longos, também é possível conhecer o Lago Gladys, nomeado a partir do livro “O Mundo Perdido”, de Arthur Conan Doyle. É um lago contemplativo, que se observa a partir das altas bordas de rochas que o cercam. Segundo os indígenas, lá se encontra um portal para outra dimensão - verdade ou não, o local é ideal para meditação e para o reencontro consigo mesmo.

No final da viagem, o retorno a Boa Vista também ocorre de helicóptero, com muitas oportunidades de dizer “adeus” ou “até a próxima” enquanto o monte fica cada vez menor no horizonte.

Agora que você sabe que ir ao topo do Monte Roraima é um sonho possível, que tal começar a planejar a sua viagem? Para isso, conte com os serviços da Pisa Trekking. Especialistas em ecoturismo, oferecemos várias opções de pacotes para o Monte Roraima. Confira todos aqui e tire todas as suas dúvidas com nossos atendentes

Leia mais textos sobre o Monte Roraima:

Conheça os nossos roteiros!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 372 outros assinantes

Deixe uma resposta