Cordilheira Blanca – o Pequeno Himalaia

A Cordilheira Blanca é muito mais do que um simples destino de aventura. É uma imersão profunda no território andino, um encontro com a verdadeira essência dos povos que ali vivem.

A Cordilheira Blanca é uma cadeia de montanhas com 180km de comprimento no sentido norte-sul, com pelo menos uma dúzia de montanhas acima dos seis mil metros de altitude, como o Huascarán e seus 6.768m. Por isso, é considerada a cordilheira mais alta de todas as regiões tropicais do planeta. Na imensidão dos Andes Peruanos, a imponência de seus glaciares e a beleza dos vales leva o viajante que explora a região a contemplação de cenas de rara beleza.

Cordilheira Blanca

De Lima a Huaraz a distância é de cerca de 400km. Por via aérea a viagem dura pouco mais de 1 hora. No entanto, as condições climáticas mudam muito, e o pequeno aeroporto de Anta pode fechar e causar transtornos. Por isso, nós da Pisa Trekking optamos sempre por fazer o trecho entre Lima e Huaraz de ônibus, em uma viagem de 7 horas curtindo paisagens alucinantes!

Nos campos durados montamos o acampamento ao lado de montanhas nevadas.

Nos campos dourados montamos o acampamento ao lado de montanhas nevadas.

Durante os dias em se passa imerso nesta paisagem bucólica acabamos nos deparando com vilarejos minúsculos encravados nas encostas destas montanhas. A cultura ainda é bastante preservada, Lá ainda se vive da agricultura tradicional andina. Os senhores da agricultura e da montanha continuam a praticar antigos ensinamentos traduzidos nas palavras em quéchua: Munay, amor; Yankay, trabalho; e Yachay, sabedoria.

A região de Huaraz está rodeada de altas montanhas e é um parque de diversões para alpinistas do mundo inteiro. Pela possibilidade tanto de roteiros mais difíceis quanto mais culturais, elaboramos diferentes propostas que incluem passeios pelas montanhas e a visita aos sítios arqueológicos próximos a Huaraz, que abrigou a rica cultura Chavin.

Nas opções mais lights, como o pacote Cordilheira Blanca Soft Adventure, a vantagem está na possibilidade de dormir em um confortável hotel e passar o dia no campo. Nas opções mais hards, a proposta é justamente a imersão em uma natureza mais intocada. A travessia Santa Cruz x Llanganuco é a mais bonita e tradicional, e se a ideia for passar por sítios arqueológicos mantendo a dificuldade do trekking, a sugestão fica por conta da travessia Olleros x Chavin.

Nevado e lagoa

Para você que está planejando conhecer a Cordilheira Blanca, é importante ter em mente alguns detalhes:

i. as atividades são realizadas em altitudes elevadas. Por isso, é muito importante chegar com uns dias de antecedência, fazer caminhadas leves nos dois primeiros dias, fazer refeições leves e se hidratar bastante, para diminuir a chance de mal de altitude

ii. Huaraz é uma cidade pequena, e a disponibilidade hoteleira é igualmente pequena. Por isso, é importante se planejar com antecedência, para garantir sua hospedagem por lá. Como é um destino pouco conhecido, sair do Brasil com tudo planejado fará muita diferença.

iii. Visto e vacinas não são obrigatórios. Brasileiros podem entrar no Peru com RG por até 90 dias, e ao visitar lugares isolados é sempre bom estar vacinado contra Hepatite A e Febre Amarela

iv. Nunca é demais lembrar, ao visitar a Cordilheira Blanca você estará em uma área de proteção ambiental (o Parque Nacional de Huascarán), e é muito importante que a natureza seja respeitada!

Do mais, é só preparar as mochilas e segurar a expectativa para conhecer um dos lugares mais bonitos do mundo!

 

Pausa para descanso

2 Comentários em: “Cordilheira Blanca – o Pequeno Himalaia

  1. Um detalhe importante que faz o clima da Cordilheira Blanca ser mais ameno se for comparado ao Nepal ou Alpes, é que a latitude é quase zero. Isso faz que durante
    as caminhadas ou acampamentos as temperaturas sejam mais parecidas com Itatiaia no inverno, ou seja, no mínimo 5 graus negativos.

Deixe uma resposta