Cicloturismo: conheça o roteiro no Vale das Cervejas

As melhores viagens são aquelas que juntam nossas maiores paixões. Se você já pensou em combinar bike e cerveja no mesmo passeio, agora é a hora. Hoje, o Blog Vida ao Ar Livre apresenta a você o Vale das Cervejas, em Blumenau. Um cicloturismo de três dias perfeito para quem ama o pedal, mas não sai de casa sem o caneco.

Como a cerveja chegou em Blumenau?

Blumenau é um município de Santa Catarina de colonização alemã. E bem, se você conhece a cerveja alemã minimamente, você provavelmente já ouviu falar da Lei da Pureza (Reinsheitgebot). Desde que foi instituída, as cervejas só poderiam ter cevada, lúpulo e água, com o risco da produção ser apreendida caso a composição fosse desrespeitada.

Tudo isso chegou ao Brasil de barco em meados de 1800. Aqui, os imigrantes encontraram as águas cristalinas dos afluentes do Rio Itajaí e, por mais, de 200 anos produziram uma das melhores cervejas brasileiras. Até que, com muita justiça, em 2017 Blumenau foi eleita a Capital Nacional da Cerveja.

Vale das Cervejas

Como é a viagem dia-a-dia?

Pedalando próximo ao Parque Nacional da Serra do Itajaí, terminaremos cada dia em uma cervejaria diferente. Entre cada virada de copo, podemos apreciar a bebida com a Mata Atlântica ao fundo. E quando nem estômago, nem perna aguentarem, retornaremos ao hotel em traslado de van.

  • Primeiro dia (distância pedalada - 52 km  | subida acumulada - 660 m)

Chegando em Florianópolis, seguiremos de van até o início do roteiro. Já em Blumenau, nada mais justo do que começar a viagem pelo curso do Rio Itajaí-Açu. Olhando à volta, o cenário rural e a abundância d’água já anunciam o visual da nossa primeira cervejaria, a Das Bier. Enquanto degusta as cervejas produzidas há mais de um século, você contempla o grande lago que fica na propriedade.

Antes do dia acabar, teremos uma última hora de pedalada até a Vila Germânica. Mas não desanime: nada como forrar a barriga antes da soneca. Opções de bar não faltarão, e de quebra você conhece a região que sedia anualmente a Oktoberfest. E vamos confessar: tratando-se de Blumenau, é Oktoberfest(inha) o ano inteiro.

vale das cervejas

Cervejaria Das Bier

  • Segundo dia (distância pedalada - 34 km  | subida acumulada - 480 m)

Mas não é só de farra que vive Blumenau. Afinal, não dá para voltar da capital da cerveja sem conhecer um pouquinho mais da bebida. Por isso, nossa primeira parada do dia é na Escola Superior da Cerveja e Malte, onde aprenderemos a arte da degustação. Aqui, beber não é brincadeira. E uma prova disso é o rol de mestres cervejeiros já formados pela escola.

Também com uma cervejaria fundada em 1898 a 17km dali, não tinha como ser de outro jeito. Já desativada desde 1978, a Cervejaria Feldmann funciona hoje como centro cultural. Mas suas paredes guardam muita história, que inclusive batem de frente com a modernidade das cervejarias do resto do dia. Tanto a Blumenau, a Container (de estilo inglês) e a Eisenbach (passeio opcional) tiveram as fábricas fundadas depois dos anos 2000. Mas tal como a pioneira, todas especiais à sua maneira, o que comprova a diversidade da região.

Vale das Cervejas

  • Terceiro dia (distância pedalada - 30 km  | subida acumulada - 770 m)

Nesse último dia, teremos um contato maior com a natureza. Saindo do bairro de Nova Rússia, na porta de entrada do Parque Nacional da Serra do Itajaí, desceremos por 10km de estrada até ganhar a área urbana de Blumenau. No caminho, trechos de mata fechada, desfiladeiros e corredeiras cristalinas oferecem o mesmo encanto que deve ter atraído os imigrantes séculos atrás.

Finalmente no centro histórico, visitaremos o Museu da Cerveja para um último respiro de história da região. Quer dizer, é óbvio, mas é preciso ser dito: Blumenau em si já é um grande museu. Basta observar a arquitetura das casas ou o cuidado com os jardins, e você já terá uma boa injeção alemã. E para fechar com chave de ouro, nada melhor do que retornar à Vila Germânica, e brindar as cervejas, com mais… cervejas. Prosit!

Vale das Cervejas

Vila Germânica

E para evitar qualquer tombo, a Pisa Trekking oferece este e muitos outros pacotes de cicloturismo em Santa Catarina. Conosco você conta com uma logística de carros de apoio e guias especializados. Conheça aqui nosso roteiro do Vale das Cervejas, e se animar, já pode emendar para outras viagens de bike na Volta à Ilha de Floripa, Rota das Baleias e Vale Europeu Completo. Converse com nossos atendentes e pra cima das magrelas!

Esse texto compreende o roteiro dos feriados de três dias. Para os feriados mais longos, há um quarto dia. Entre em contato conosco para saber mais.

 

Leia outros textos de cicloturismo em Santa Catarina:

CONHEÇA NOSSOS ROTEIROS!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 235 outros assinantes

Deixe uma resposta