Dica de viagem: Onde fica e como ir para Machu Picchu?

Muito se especula, mas pouco se sabe sobre o propósito real de Machu Picchu. O que é muito bom, já que é daí que vem muito da aura mística que envolve esse Patrimônio Mundial da UNESCO. A hipótese mais aceita é a de que a “cidade perdida dos incas” serviria para supervisionar as economias das cidades dominadas e refugiar os mais nobres, em caso de invasão. Outros dizem que era lá onde aconteciam os cultos mais importantes dos incas, além dos estudos astronômicos mais avançados do mundo, para a época. Seja lá a teoria mais correta, uma coisa é certa: você pode sentir um pouco de toda essa história pisando lá. Por isso, o Blog Vida ao Ar Livre explica hoje onde fica e como ir para Machu Picchu.

 

Onde fica?

Situada a 2.400m de altitude, Machu Picchu foi erguida no coração da Cordilheira dos Andes. Ainda que no topo de uma montanha, o santuário é rodeado por outras ainda mais altas, como Huayna Picchu, que dão uma sensação de proteção. Para completar o cenário, o Rio Urubamba, que corre serpenteando os vales, corta a região pelos dois lados criando, além de uma paisagem surpreendente, um refúgio ideal àqueles que desejam se conectar com um espaço à parte do mundo.

E para quem acha que esse paraíso fica distante, saiba que Machu Picchu fica apenas a pouco mais de 100km de Cuzco. O que não significa que o trajeto será fácil ou rápido. Mas pode dizer, que graça teria visitar uma das maiores construções da humanidade, se o próprio caminho não fosse um protetor de todo esse misticismo?

Mapa Machu Picchu

 

Como ir?

Existem dois jeitos de chegar em Machu Picchu: de trem, ou por trilha.

Por trem é a opção da maioria das pessoas. A linha férrea começa em Poroy, a quatro horas de Cuzco, passando por pequenos povoados no caminho, e principalmente pela cidade de Ollantaytambo, principal ponto de embarque dos turistas.

Por trilha existem basicamente duas opções, a trilha inca clássica, e a trilha Salcantay. Ambas duram quatro dias de caminhada, com pernoites em acampamentos. Com a Pisa Trekking essas duas opções de trilhas contam com suporte logístico completo, que incluem guias altamente capacitados, carregadores para as mochilas, barracas e equipamentos, além de alimentação completa preparada na hora!

De ambos os modos, uma viagem para Machu Picchu deve começar em Cuzco. É lá que está o principal aeroporto da região, além de ser uma cidade histórica que vale a visita. Além disso, é em Cuzco que os trekkers fazem os últimos preparativos antes da trilha.

Machu Picchu

 

Passo a passo para chegar em Machu Picchu
  • Primeira Parada: Brasil – Lima

De São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre, a viagem deve durar em torno de 5h. E ah, não se preocupe (ainda) com a altitude; Lima é uma cidade costeira.

 

  • Segunda Parada: Lima – Cuzco

Viajar por terra é possível, mas o percurso é muito longo. Não há uma linha direta de ônibus entre Lima e Cuzco, sendo preciso ir antes até Arequipa. Por isso, o mais comum é cruzar a área de avião. O gasto pode ser um pouco maior, mas pense no custo-benefício de poupar um dia a mais para os passeios

E em Cuzco, sim, a altitude começa a pegar. Só a título de comparação: os 3.400m de Cuzco são quatro vezes e meia maior que os 760m de São Paulo. Mas fique tranquilo, porque no quesito “altura”, esse será seu maior desafio, já que Machu Picchu tem uma altitude 1.000m abaixo.

Em Cuzco, aproveite os sítios arqueológicos e igrejas que a cidade proporciona, e procure fazer atividades mais leves no primeiro dia, pois o corpo ainda está se aclimatando à altitude. E é bom reforçar: Cuzco não é e não deve ser vista apenas como ponto de passagem! Lá você irá descobrir cultura e história pulsantes.

Cuzco - Machu Picchu

 

  • Terceira Parada: Cuzco – Ollantaytambo

Aqui, é onde os grupos se dividem. Aqueles que seguirão de transporte, pegarão um ônibus que levará de três a quatro horas para chegar em Ollantaytambo, único sítio arqueológico ainda habitado pelos descendentes dos nativos.

Antes de chegar em Ollantaytambo, a recomendação é gastar um dia inteiro conhecendo o Vale Sagrado do Rio Urubamba. A Pisa Trekking oferece passeios em toda extensão do vale, incluindo as salinas de Maras, e o sítio arqueológico de Moray, duas atrações quase desconhecidas, mas que surpreendem a todos.

Aos que gastarão a sola da bota na trilha clássica, Ollantaytambo também é ponto de partida, já que é preciso subir no trem até o começo da trilha. Já quem optar por fazer a trilha de Salcantay, o deslocamento a partir de Cuzco deve ser para chegar em Mollepata, a partir de onde começa a caminhada.

Ollantaytambo - Machu Picchu

 

  • Quarta Parada: Ollantaytambo – Águas Calientes

Sem trilha, o próximo passo é uma viagem de duas horas em um trem bem servido, com janelas panorâmicas e, para as primeiras classes, música ao vivo e exibição de joias e roupas andinas.

A pé, a trilha clássica guarda sítios arqueológicos, e chega pelo mesmo acesso de pedras que os incas usavam para chegar em Machu Picchu. No entanto, como a trilha não passa por Águas Calientes, os trekkers costumam visitá-la na volta.

Pela trilha Salcantay, o caminho passa aos pés de montanhas nevadas, pelas águas termais de Santa Teresa, e chega pelos trilhos do trem em Águas Calientes.

É nesse povoado, também conhecido como Machu Picchu Pueblo, que os viajantes aproveitam para fazer uma pausa e descansar da trilha, e no dia seguinte seguem logo cedo para pegar o nascer do sol na Cidade Sagrada, ou para não precisar voltar para Cuzco correndo e perder o pôr-do-sol.

 

  • Quinta Parada: Águas Calientes – Machu Picchu

Quem faz a trilha clássica chega direto em Machu Picchu. Mas quem opta pelo trem ou por Salcantay ainda precisa de um último ônibus de 20min para chegar finalmente a Machu Picchu.

Trilha Inca - Machu Picchu

 

Seja pela via que escolher, uma dica é contratar um bom guia. Afinal, séculos de histórias, construções e toda essa paisagem ganham contornos muito mais interessantes e seguros através de quem conhece bem a região e a história inca. Há mais de 30 anos oferecendo os melhores roteiros para o Peru, a Pisa Trekking é escolha certa para aqueles que desejam se preocupar apenas em arrumar a mala. Agora que você já sabe onde fica e como ir para Machu Picchu, confira aqui alguns dos nossos pacotes.

 

Leia outros textos sobre o Peru:

Deixe uma resposta