Os melhores lugares para avistar a Aurora Boreal

Avistar a Aurora Boreal está no topo da bucket list de milhares de pessoas ao redor do mundo. Apesar de esse ser um fenômeno puramente químico, resultante do encontro dos ventos solares com a atmosfera terrestre, a experiência de presenciar as luzes dançantes é como algo de outro mundo. É por isso que, hoje, o Blog Vida ao Ar Livre te mostra os melhores lugares para avistar a Aurora Boreal

Canadá

É verdade que a Aurora Boreal já alcançou os Estados Unidos, chegando a aparecer em regiões como Califórnia e Nova York. Mas se o seu desejo é ver o fenômeno na América do Norte, é para o Canadá que você tem que se dirigir. Na afastada cidade de Whitehorse, na região de Yukon, perto da fronteira com o Alasca, você encontra as condições ideais para fazer isso.

Às vezes, é possível observar a Aurora do centro da cidade. Como diz o site oficial do turismo na região, “Pode ser que, quando você estiver sentado no bar, alguém se levante e grite: ‘Aurora Boreal!’” Contudo, as chances de encontrá-la aumentam quando saímos para as regiões periféricas. Lá, tendas e cabanas aquecidas, com opções de snacks e bebidas quentes, são oferecidas para que você tenha o maior conforto possível durante essa observação, que pode demorar horas.

Em geral, a saída do hotel ocorre por volta das 22h, e o retorno às 2h30. No tempo de sobra, outras atividades como dog sledding, percursos em moto de neve, pesca em rios congelados e tours da cidade podem ser feitas. Essa é uma ótima oportunidade para fazer uma viagem fora do comum para o Canadá.

Islândia

Seja no norte, no sul ou no interior, a oferta de Aurora Boreal na Islândia é inesgotável. Entre setembro e abril, quando os longos dias de sol dão lugar à escuridão, as chances de que você não precisará passar muitas horas no frio para encontrar as Luzes do Norte são grandes. E, apesar de esse ser o maior atrativo para os turistas na região, a Islândia ainda oferece muito mais. 

A Costa Sul, por exemplo, é detentora das mais belas e enigmáticas paisagens do país. No Parque Nacional de Thingvellir, ocorre o encontro entre as placas tectônicas da Euroásia e da América; embora esse encontro geralmente só possa ser visto debaixo d’água, em Thingvellir elas estão expostas ao ar livre. Lá, também, estão localizadas a Cascata de Ouro, a cachoeira de Gullfoss, e aldeias medievais como Skalholt

A capital do país, Reykjavik, também está localizada na região sul. A partir de lá, é possível viajar pela Ring Road, ou Estrada 1, uma rodovia de 1.332 km de extensão que faz a volta em toda a ilha. Atrativos como vulcões, praias de areias negras, cachoeiras, vilarejos e fazendas ficam à beira da estrada, e resistir à tentação de explorá-los mais um pouco é praticamente impossível. 

Agora, se você acha que só encontrará coisas belas ao ar livre, está na hora de conhecer as cavernas de gelo islandesas. Surgindo como cavidades em glaciares como o Vatnajökull, considerado a segunda maior calota de gelo da Europa, o seu interior é feito de uma vastidão azul e cristalina diferente de tudo que você já viu antes. Porém, como essas são formações que estão em constante transformação, os guias locais precisam determinar previamente quais cavernas estão nas condições de segurança propícias para serem visitadas.

Noruega

Apesar de não ser o único destino onde é possível observar a Aurora Boreal na Noruega, Tromsø é certamente um dos mais reconhecidos. Localizada acima do Círculo Polar Ártico, a cidade é considerada a “Capital da Aurora Boreal”, contando com excelente infraestrutura e uma ampla diversidade de hotéis e restaurantes. E ao contrário do que poderiam indicar as suas paisagens tomadas por neve, suas temperaturas não são assim tão baixas, ficando em torno dos -10°C.

Mas a Aurora Boreal não precisa ser observada somente por terra firme. Passeios de veleiro podem ser feitos no Oceano Ártico, onde, na calada da noite, Auroras iluminam o céu e se refletem na água. Nessas águas frias, habitam baleias jubarte e orcas, que compõem um espetáculo igualmente emocionante quando contrastadas pela complexa formação geográfica dos fiordes e montanhas.

Além disso, na época de inverno, também é possível se hospedar no Snow Hotel Kirkenes, hotel construído completamente em gelo. Todo ano, durante os meses de janeiro a março, o hotel fica aberto para receber turistas que querem ter uma vivência verdadeiramente congelante, derretendo no verão e sendo reconstruído no ano seguinte. 

Finlândia

Fazendo fronteira com a Rússia, a Finlândia é uma terra bastante longínqua. É lá onde se encontra a Lapônia, considerada a Terra do Papai Noel. Apesar de esse fato gerar um turismo local um tanto diferente, em que passeios com trenós puxados por renas, visitas a fazendas de huskies e à Aldeia do Papai Noel atraem milhares de turistas todo ano, a Aurora Boreal nunca é deixada para trás.

O Arctic Snow Hotel, localizado na cidade de Rovaniemi, possui iglus de vidro privativos que permitem a observação da Aurora sem que você precise se incomodar com o frio e nem mesmo com a fome, tendo em vista que lá são servidos salmões frescos lentamente grelhados sobre uma fogueira. 

Para uma imersão mais profunda no ambiente escandinavo, também é possível fazer uma viagem que conjuga Noruega e Finlândia. Assim, você tem mais oportunidades de avistar a Aurora Boreal, conhecendo no caminho, o Museu Alta, o Safári King Crab, a Catedral da Aurora Boreal, a Aldeia do Papai Noel e vários outros atrativos em uma só viagem.

Agora que você já conhece opções para observar a Aurora Boreal, falta só marcar a viagem. Para isso, conte com os serviços da Pisa Trekking. Especialistas em viagens de ecoturismo, nós oferecemos diversos roteiros para a Aurora Boreal. Confira todos eles aqui, tire todas as suas dúvidas com nossos atendentes e boa aventura!

Leia mais textos sobre a Aurora Boreal:

Conheça nossos roteiros!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 338 outros assinantes

Deixe uma resposta