Tendências do turismo pós-pandemia

O turismo foi um dos setores mais afetados pela atual pandemia, tendo sido “freado” ao redor de todo o mundo. Quando tudo voltar ao normal, porém, será hora de readequar os caminhos que vinham guiando esse ramo até hoje, para valorizar experiências mais sustentáveis e regionais. Hoje, o Blog Vida ao Ar Livre apresenta algumas possíveis tendências para o turismo pós-pandemia.

Aventura e natureza

Durante o período de quarentena, parece ser difícil imaginar o que poderá ocorrer no futuro. Contudo, uma coisa é certa: o ecoturismo tem tudo para retornar antes do turismo de massa. Além disso, ele também será uma das formas mais seguras de viajar, tendo em vista que as aglomerações e multidões, na maioria das vezes, não fazem parte dos passeios. 

Muitas pessoas já tiveram contato com o ecoturismo em destinos mais populares como nas Cataratas do Iguaçu, por exemplo. Lugares como esse podem servir como porta de entrada para outros destinos mais desconhecidos, apesar de tão bonitos quanto, que incentivam a sustentabilidade e trazem renda para a população local.

Em geral, as viagens de ecoturismo ocorrem em lugares mais isolados, como reservas estaduais e nacionais, onde é possível evitar a aglomeração de pessoas, já que os passeios são ao ar livre. 

Depois de ficar tanto tempo em confinamento, afinal, nada mais compreensível do que querer passar um tempo em meio à natureza. Dependendo do roteiro, os pernoites podem até ocorrer em acampamentos ao longo do caminho, onde se tem maior controle de higiene, mais privacidade, e a integração com a natureza é ainda maior.

Essa tendência, inclusive, já está se desenhando em termos concretos. Como referência, cabe citar que nos últimos tempos a pesquisa no Google sobre “lugares diferentes para visitar no Brasil” cresceu em 120%. 

Viagens nacionais 

E falando em viagens pelo Brasil, outra tendência pós-quarentena são as viagens domésticas, seja na forma de uma fugidinha de final de semana para a serra mais próxima, ou de uma viagem completa para o Jalapão, que você sempre quis conhecer.

O fato de que a recuperação do turismo geralmente se inicia localmente é apenas uma consequência da natureza humana. Depois de um período que nos causa incerteza, nós retomamos nossas vidas dando pequenos passos: primeiro, explorando o nosso próprio estado; então, expandindo para outras partes do nosso país. Para que a demanda por viagens internacionais volte a ser expressiva ainda é preciso tempo.

E essa inclinação tem até uma motivação no contexto econômico de hoje. Com o dólar comercial se aproximando a seis reais e o euro já tendo ultrapassado esse valor, viajar para o exterior fica fora de questão para muitas pessoas. Na eventualidade de ficar doente, também, encontrar atendimento no Brasil é sempre mais fácil do que em outros países.

É preciso, então, olhar não para aquilo que perdemos, e sim para o que ganhamos. Se você era do tipo de pessoa que sempre optou por conhecer outros países no seu tempo de folga, talvez essa seja a sua chance de perceber que destinos nacionais também podem ser bastante impressionantes e enriquecedores. 

De carro com a família - ou em pequenos grupos

Seguindo essa mesma linha, as viagens de carro também serão uma tendência. Durante a pandemia, os aeroportos foram um dos principais ambientes responsáveis pela disseminação do vírus, então não é de se duvidar que muitas pessoas optem por esperar um tempo até viajarem de avião de novo. 

Ainda assim, observa-se que, no momento, as tarifas aéreas estão muito mais baratas do que o normal, o que pode parecer tentador. Não se sabe, porém, se essa tendência irá se conservar, e se os vôos ainda estarão propensos a cancelamentos inesperados. Porém, quando se viaja de carro, você está no comando do seu próprio passeio, e um ambiente controlado torna tudo mais seguro.

Imaginamos que, seja qual for o tipo de viagem escolhido, os pequenos grupos serão preferência. Em tempos normais, viajar com poucas pessoas já tem seus benefícios estabelecidos: ao mesmo tempo em que você pode compartilhar experiências com os outros, você não precisa enfrentar dezenas de pessoas toda vez que quiser tirar foto de um atrativo. Além, claro, de obter uma vivência muito mais enriquecedora.

Hoje, por questões sanitárias, os pequenos grupos não são apenas convenientes, como também importantes. Especialmente para viajantes do grupo de risco, é essencial conhecer melhor com quem está convivendo tão proximamente, e esse nível de cuidado é bem mais difícil de ser replicado quando se está em um grupo grande.

Agora que você conhece algumas tendências do turismo pós-pandemia, conte conosco para elaborar roteiros com experiências únicas no Brasil e que você possa ir de carro com sua família. Somos especialistas em ecoturismo e oferecemos viagens assim há 32 anos. Confira todos aqui e tire todas as suas dúvidas com nossos atendentes!

Leia mais textos sobre dicas e tendências:

Conheça os nossos roteiros!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 313 outros assinantes

Deixe uma resposta