Seja um turista consciente, colabore para um retorno seguro

Com a chegada do segundo semestre de 2020, diversas localidades turísticas em todo do mundo estão começando a retomar suas atividades. No Brasil, lugares como Bonito, Aparados da Serra e Lençóis Maranhenses já reabriram suas portas. Mas para que tudo ocorra de maneira segura, evitando uma segunda onda de contágio, é preciso haver colaboração de todos. Hoje, o Blog Vida ao Ar Livre apresenta algumas maneiras de fazer isso.

Escolha datas tranquilas

Viajar fora de temporada sempre tem suas vantagens. Em geral, você encontra passagens aéreas e acomodações mais baratas e com maior disponibilidade, e não é preciso enfrentar muitas filas ou aglomerações de pessoas para visitar um atrativo turístico de seu interesse. Até os restaurantes e comércios locais costumam ser mais baratos em épocas mais tranquilas.

E se tudo isso parece vantajoso em tempos normais, durante a pandemia essa questão é ainda mais contundente. Viajar fora de temporada significa ter contato com menos pessoas, o que implica menor possibilidade de contágio. Assim, evite passear em períodos de feriados, férias e finais de semana. 

Valorize os passeios ao ar livre

Em museus, galerias, templos, castelos - em lugares fechados no geral -, há pouca circulação do ar, criando um ambiente propício para a disseminação de diversos tipos de vírus. Estes, afinal, são propagados primariamente através de gotículas no ar que surgem quando as pessoas tossem, espirram ou até mesmo falam. Isso sem considerar que, em ambientes fechados, geralmente há maior aglomeração de pessoas.

Quando for decidir para onde viajar, portanto, opte por passeios ao ar livre, como em parques nacionais. Embora eles contem com instalações fechadas, a exemplo de centros de visitantes e banheiros, você tem um controle muito maior sobre o seu distanciamento em relação às outras pessoas, e maior certeza sobre a pureza do ar que você respira. 

Além disso, com a ampla variedade de trilhas que esses lugares oferecem, você tem a oportunidade de se exercitar e voltar a cuidar da sua saúde física, que talvez tenha sido negligenciada durante a quarentena. 

Prefira grupos pequenos

A preferência por grupos pequenos tem uma razão estratégica semelhante às anteriores: ao limitar o número de pessoas com quem se tem contato, diminui-se a probabilidade de encontrar alguém que esteja com COVID-19 e que possa transmitir a doença. Quando esses grupos são compostos por pessoas que você não conhece, tomar essa precaução é também uma forma de sentir mais confiança. 

Mas viajar em pequenos grupos também apresenta benefícios próprios. Por essa ser uma situação mais íntima, você acaba se conectando melhor com os guias e com os demais viajantes do que você faria em um grupo grande. Durante as visitações, também é muito mais fácil “acessar” os atrativos quando você não precisa ultrapassar muitas pessoas. 

Respeite os protocolos

Nada disso, porém, será de muita ajuda se você não cumprir com os protocolos básicos de segurança e saúde. Ou seja, é preciso usar máscara, manter o distanciamento social - pelo menos 1,5 metro em relação a outras pessoas -, higienizar as mãos com álcool etílico a 70% ou lavando com sabão por cerca de 20 segundos, e se manter alerta sobre a sua própria saúde e sobre possíveis sintomas que estiver sentindo.

Da mesma forma, quando for escolher agências turísticas e hotéis na hora de planejar a sua viagem, prefira aqueles que atendem aos protocolos locais e demonstram preocupação com a saúde de seus clientes. 

Agora que você já sabe como ser um turista consciente, já está pronto para começar a pensar numa viagem? Para tanto, conte com os serviços da Pisa Trekking. Especialistas em ecoturismo, oferecemos várias opções de pacotes de viagens para todo o Brasil. Confira todos aqui e tire todas as suas dúvidas com nossos atendentes!

Leia mais textos sobre a pandemia:

Conheça os nossos roteiros!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 337 outros assinantes

Deixe uma resposta