Reabertura do turismo

De pouco em pouco, os principais parques nacionais do Brasil estão retomando suas atividades turísticas. Foram quase quatro meses de espera por conta da COVID-19, e esse retorno só se torna possível através da aplicação de rígidos protocolos de saúde e da cooperação dos visitantes. Hoje, o Blog Vida ao Ar Livre conta mais sobre a reabertura do turismo e sobre os destinos que já estão de volta. 

Lençóis Maranhenses

A maior região de dunas do Brasil, que mais se parece com um grande deserto, faz parte do magnífico Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Entre maio e setembro, quando ocorrem as chuvas, a água fica acumulada entre as elevações de areia, dando origem a lagoas com cores brilhantes. 

E apesar de esses serem os principais atrativos do lugar, existem também oásis espalhados pelo território, onde habitam alguns dos moradores locais. Trekking e passeios em veículos 4x4 são as principais maneiras de explorar os Lençóis, e seja qual for o seu meio preferido, é importante lembrar de levar bastante protetor solar e roupas propícias para se proteger do sol. 

No dia 1 de julho, essas jóias do Maranhão foram reabertas ao público, mas com algumas condições. A partir de agora, o parque só irá funcionar com 55% da sua capacidade original, o uso de máscara será obrigatório durante todo o tempo, a visitação em espaços que pertencem a moradores locais só será realizada sob consulta, deverão ser evitadas aglomerações nos banhos nas piscinas naturais, entre outras medidas. Ainda assim, a Travessia dos Lençóis Maranhenses, que tem pernoites nas casas dos moradores locais, e a Rota das Emoções, que abrange outros parques e estados, ainda não estão operando. 

Bonito

Referência do ecoturismo a nível mundial, Bonito é uma cidade no Mato Grosso do Sul que atrai turistas por conta de seus rios e lagoas de águas cristalinas, grutas com formações rochosas interessantes, diversas cachoeiras e uma fauna exuberante. Tanto para quem está em busca de um relaxamento como para quem quer aventura, Bonito é o destino ideal.

O mergulho superficial é uma das atividades mais populares do local, tendo em vista que, por conta do calcário presente no solo, a água é naturalmente filtrada, permitindo que se observe claramente os peixes coloridos que lá habitam. Também é possível praticar rafting nos rios, visitar as grutas que contam com piscinas naturais fosforescentes, como a Gruta do Lago Azul, entre outras atividades.

Assim como Lençóis, Bonito reabriu suas portas para o turismo em 1 de julho. Porém, houve redução nos horários de visitação dos atrativos, diminuição dos tamanhos dos grupos de visitantes em 30%, conversão dos restaurantes a serviços à la carte, e passou a ser obrigatório o uso de máscara, o distanciamento social e a higienização intensificada dos equipamentos.

Fazenda Aguapé

Ainda no Mato Grosso do Sul, existe a Fazenda Aguapé, localizada na região do pantanal e famosa por sua fauna aquática variada, com centenas de espécies de peixes e vários tipos de répteis, em uma biodiversidade praticamente intocada. A fazenda pertence à mesma família há mais de 150 anos, atuando hoje na área de turismo ecológico e apoiando projetos como o Instituto Arara Azul e Pecuária Orgânica.

Hoje, a fazenda já está aberta para receber turistas novamente. Alguns passeios que podem ser feitos incluem safári fotográfico, focagem noturna, pesca esportiva de piranhas, caminhadas, manejo de gado, e passeio de barco. Mas segundo a própria fazenda, a melhor maneira de conhecer o pantanal é mesmo através de passeios a cavalo. 

Créditos: Fazenda Aguapé

Aparados da Serra

No Sul do Brasil está presente a Terra dos Cânions, destino que escapa a muitos turistas, tendo em vista que essas formações geográficas não são muito comuns no país. Composta por Aparados da Serra e Serra Geral, essa região é eclética quanto a seus biomas, unindo mata atlântica, floresta de araucárias, pampas gaúchos e bordas de cânions, e permitindo a prática de diversas atividades.

Os cânions Fortaleza e Itaimbezinho são os mais famosos, apresentando enormes paredões rochosos e quedas d’água belíssimas. São diversas as opções de trilhas, algumas passando por “dentro” dos cânions e outras passando por suas bordas, permitindo uma visão geral mais ampla. Há também possibilidade de praticar rapel, fazer passeios de bote, de bike ou à cavalo, e se banhar nas águas das cachoeiras.

A reabertura de Aparados da Serra ocorreu em meados de junho, com redução da capacidade máxima a 40% da capacidade original, e passando a ser obrigatório, por exemplo, o uso de máscara durante o período de visitação, a disponibilização de álcool gel nas estruturas do parque, a ventilação natural dos veículos terrestres e a sua desinfecção após cada viagem.

Banana Bamboo Ecolodge

O Banana Bamboo Ecolodge faz parte de uma região pouco conhecida de Ubatuba, o chamado Sertão do Ubatumirim. A opção é perfeita para quem quer dar um tempo na rotina e relaxar em meio à natureza, tendo em vista que a estrutura da pousada conta com jacuzzi, sauna e biopiscina, bem como aulas de yoga, massagens, meditação e banhos de argila no rio.

O que nos cerca aqui é a pura e bela Mata Atlântica, e alguns passeios de trekking podem ocorrer um pouco mais afastados do lodge, nos levando para a Praia do Sono e para o Pico do Corcovado, por exemplo.

No Banana Bamboo Ecolodge, a reabertura do turismo ocorreu em 1 de julho. Agora, o lugar está funcionando com apenas 50% da sua capacidade original, e estão sendo seguidos os protocolos requisitados pelo selo “Turismo Responsável”. Também está sendo aplicado o conceito de soft opening, com promoções que visam encorajar estadias mais longas.

Créditos: Banana Bamboo Ecolodge

Fazenda Santa Vitória

Localizada na Serra da Mantiqueira, a Fazenda Santa Vitória existe desde 1850, quando o café era o principal produto de exportação do Brasil. Embora ela ainda dependa da produção de bens de consumo como o leite para o seu sustento, o turismo se tornou uma das suas principais fontes de renda. Ao se hospedar lá, o visitante tem uma autêntica experiência do campo.

São pastos, plantações, florestas e riachos que circundam a pousada, e a gastronomia orgânica servida aos hóspedes conta com produtos produzidos localmente. Já as atividades que preenchem os dias incluem passeios a cavalo ou de bicicleta, trilhas, banhos de cachoeiras e até visitas à Serra da Bocaina ou à Fazenda Restauração

A Fazenda Santa Vitória também já reabriu suas portas e passou a adotar protocolos de saúde e segurança. Outros destinos próximos a São Paulo que podem ser alcançados de carro, como a Quinta dos Pinhais, em Santo Antônio do Pinhal,  e o Hotel Parque dos Sonhos, em Socorro, também já estão abertos novamente.

Créditos: Fazenda Santa Vitória

Anavilhanas Jungle Lodge

Por fim, o Anavilhanas Jungle Lodge é um hotel de pequeno porte, mas de grande sucesso, que se localiza no Arquipélago de Anavilhanas, formado por cerca de 400 ilhas, no coração da Amazônia. A região é tão rica em biodiversidade, que atrai turistas, ecologistas e biólogos na mesma intensidade.

A simplicidade da estrutura do hotel é estratégica no sentido de exaltar aquilo que é verdadeiramente belo: a Floresta Amazônica e as águas do Rio Negro. São diversos igapós, igarapés, e praias que aparecem e desaparecem a depender da estação do ano, além de existir uma fauna exuberante que conta com botos cor-de-rosa, e comunidades caboclas locais. É possível conhecer tudo isso através de caminhadas e passeios de barco e canoa.

O Anavilhanas Jungle Lodge irá reabrir em 17 de julho, com alguns novos cuidados. Haverá um mínimo de 24h de espera entre novas hospedagens para haver sanitização das acomodações, além da higienização constante das áreas sociais, do monitoramento diário da saúde da equipe e dos hóspedes, da transformação dos restaurantes em serviços à la carte, e de traslados realizados em veículos higienizados com uso obrigatório de máscara.

Créditos: Anavilhanas Jungle Lodge

Apesar das boas notícias, todos os viajantes precisam se conscientizar de que a maioria desses lugares são afastados dos centros urbanos e, portanto, não apresentam boas infraestruturas de saúde e muito menos leitos de UTI. Assim, embora seja necessário se divertir, é preciso lembrar que a pandemia não acabou, e que é preciso seguir os protocolos de saúde até que uma vacina seja criada.

Agora que você já sabe quais são os destinos que reabriram para o turismo, que tal começar a planejar nos próximos passos? Para tanto, conte com os serviços da Pisa Trekking. Especialistas em ecoturismo, oferecemos várias opções de pacotes de viagens para todo o Brasil. Confira todos aqui e tire todas as suas dúvidas com nossos atendentes!

Leia mais textos sobre o turismo na pandemia:

Conheça os nossos roteiros!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 337 outros assinantes

Um Comentário em: “Reabertura do turismo

Deixe uma resposta