Turismo sustentável, o futuro chegou!

Assim como todos os tipos de indústria, o turismo também gera impactos negativos. Mas na medida em que esses impactos são estudados e divulgados, mais são as alternativas que surgem para torná-lo sustentável. O aumento de viagens de ecoturismo e natureza, por exemplo, são um sintoma disso. Hoje, o Blog Vida ao Ar Livre explica a importância do turismo sustentável. 

Preservação da natureza

O turismo sustentável atua em três esferas principais: social, econômica e ambiental. Sendo assim, um dos principais objetivos desse tipo de turismo é promover a preservação da natureza. No passado, a erosão do solo, a contaminação da água, o aumento da poluição e os altos níveis de ruídos causados por turistas foram motivos que ameaçaram e destruíram a fauna e flora de diversos locais.

Contudo, com a criação de infraestruturas ecológicas, o reaproveitamento de estruturas locais já existentes, a redução do uso de plástico e a conscientização dos visitantes, esses problemas foram reduzidos. Hoje, por exemplo, é possível se hospedar em um hotel no meio da Floresta Amazônica que utiliza 100% de energia solar, como é o caso do Anavilhanas Jungle Lodge.

Já na Chapada Diamantina, na famosa travessia do Vale do Pati, é possível descansar e passar a noite na casa de nativos que moram ao longo da trilha. Ou seja, o meio ambiente não precisa sofrer maiores modificações, e nem os animais precisam ser realocados para que os turistas possam chegar. Essa também é uma importante forma de geração de renda local, tendo em vista que, quando a região virou parque nacional, os moradores tiveram que parar de plantar café e passar a trabalhar com turismo.

Afinal, o turismo pode ser um aliado da natureza. Ao visitarem um parque nacional, por exemplo, os turistas acabam entendendo melhor como os diferentes ecossistemas interagem e prosperam, e isso resulta em atitudes mais cuidadosas e conscientes. Os turistas também trazem renda para o parque nacional, que se transforma em recursos destinados à sua preservação. Uma viagem de ecoturismo poderá ser a chave para que o turista entenda os impactos das suas ações na natureza.

Impacto positivo nas comunidades locais 

Talvez você já tenha ouvido falar do termo overtourism, que designa os efeitos negativos que uma localidade sofre ao receber muitos turistas. Embora o turismo excerça um papel importante ao levar renda para esses lugares, ele também faz com que regiões de uma cidade aumentem seus preços de forma exorbitante para arrecadarem cada vez mais dinheiro, espantando os moradores locais, por exemplo. 

O turismo sustentável, nesse sentido, busca envolver a comunidade local nessa indústria para que ela também possa usufruir dos seus benefícios. É isso o que acontece, por exemplo, no Uacari Lodge, um hotel de selva gerido pelas comunidades ribeirinhas localizadas na Reserva Mamirauá. Dez comunidades atuam prestando serviços, gerenciando os funcionários e vendendo produtos. 

Um turista individual também pode tomar atitudes pequenas que incentivam a economia local. Comer em restaurantes locais familiares, comprar lembranças de artesãos, preferir guias locais da região e usar o transporte local são todas maneiras de contribuir com a auto-suficiência dessas pessoas. Por isso, também é importante pesquisar antes de viajar, para minimizar os impactos negativos do seu roteiro.

Créditos: Gui Gomes/Uacari Lodge

Incentivo ao empreendedorismo

Por ser uma proposta relativamente nova, e que é disruptiva em relação à maneira “tradicional” de se fazer turismo, o turismo sustentável também dá grande abertura a novas iniciativas de empreendedorismo e a soluções criativas.

No Brasil, um grande exemplo disso é a comunidade Campo Buriti, localizada no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais. No roteiro do Barro à Arte, o visitante tem a oportunidade de conhecer e participar de todas as etapas do artesanato de peças de cerâmica, desde a retirada do barro da natureza à queima da peça pronta no forno. A hospedagem se dá na casa das artesãs, e é uma oportunidade única de realizar troca cultural.

Valorização da cultura

Isso tudo tem relação, essencialmente, com o respeito e com a valorização da cultura local. Um turista que chega em um lugar novo deve se portar como um visitante que foi convidado por uma população para ter uma visão privilegiada sobre o seu modo de vida. 

Assim, ao visitar um local de relevância cultural ou religiosa, também é preciso tomar cuidado para não ofender ou desmerecer as crenças locais. Mesmo que algumas regras ou etiquetas não façam muito sentido para você, é importante obedecê-las como forma de demonstrar respeito e humildade. 

Lembre-se de que embora você só esteja lá a passeio, em busca de relaxamento e diversão, outras pessoas nasceram e viveram suas vidas inteiras nesse lugar, e tudo o que você deixar para trás - de bom e de ruim - passará a influenciar a qualidade de vida dessas pessoas.

Essas atitudes também são importantes para fazer com que as próprias pessoas do local valorizem mais a sua própria cultura, passando-a de geração a geração. Muitos jovens de cidades turísticas pequenas acabam se desmotivando, querendo sair de lá para ir para a cidade grande. Mas ao ver tantas pessoas saindo de suas próprias cidades para conhecer a sua cultura, ele se sente mais valorizado e tem mais vontade de cultivar suas origens.

Agora que você já conhece a importância do turismo sustentável, que tal começar a colocar essas ações em prática? Para tanto, conte com os serviços da Pisa Trekking. Especialistas em ecoturismo, oferecemos várias opções de pacotes para o mundo inteiro. Confira todos aqui e tire todas as suas dúvidas com nossos atendentes!

Leia mais textos sobre turismo sustentável:

Conheça os nossos roteiros!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 374 outros assinantes

Deixe uma resposta