5 trekkings no Brasil que você precisa fazer

Os benefícios do trekking são inestimáveis: ele melhora a nossa saúde, permite nos reconectarmos com a natureza, nos estimula a “viver no presente”, e ainda proporciona um bom divertimento entre amigos. Quem mora no Brasil, portanto, está com sorte: o país tem diversos roteiros que enaltecem a natureza nacional e apoiam as comunidades que vivem em meio a ela. Conheça 5 trekkings no Brasil que você precisa fazer.

Trekking no Vale do Pati

O Vale do Pati é uma região da Chapada Diamantina, na Bahia, e a sua travessia é considerada uma das mais bonitas do Brasil. Os seus morros imensos - que são o cartão-postal da região, e da onde surgem muitas cachoeiras - ficam ainda mais em destaque quando colocados ao lado dos extensos vales verdes, que por vezes somem no horizonte. 

Essa travessia, além de bela, também é uma das mais tradicionais do Brasil, tendo sido a primeira criada na Chapada Diamantina, há mais de 20 anos. Hoje, a maioria dos seus moradores trabalham com turismo, acolhendo os visitantes que passeiam pela região. Mas antes, a economia era movimentada pela extração de diamantes e, depois, pelo plantio de café.

O trekking completo no Vale do Pati tem duração de 5 dias. Ele é indicado para pessoas com bom condicionamento físico, tendo em vista que há subidas e descidas bastante íngremes. A caminhada é feita com mochila de ataque, contendo apenas os pertences que serão usados no dia, pois o resto da bagagem é levado em mulas. O passeio é permeado por banhos de cachoeiras e paradas em mirantes para a apreciação da paisagem.

Confira aqui o roteiro do Trekking no Vale do Pati.

Travessia dos Lençóis Maranhenses

Os Lençóis Maranhenses costumam ser considerados o “Saara brasileiro” por conta de sua paisagem de dunas, que se intercala com lagoas e alguns poucos oásis. Embora esse seja um destino turístico popular, o roteiro de travessia passa por lugares pouco conhecidos da região, como os vilarejos de Baixa Grande e Queimada dos Britos, onde poucas famílias habitam.

De fato, o roteiro não conta nem com um caminho definido, tendo em vista que o seu objetivo é proporcionar exclusividade e isolamento, eliminando a preocupação de encontrar outras pessoas pelo caminho. Ainda assim, o sentido da caminhada é sempre o mesmo, de Atins a Santo Amaro, para pegar o vento “a favor” e as dunas com subidas menos acentuadas.

As dunas podem chegar a 40 metros de altura, e as lagoas são de água doce azul-esverdeada. Assim, para cada subida dolorosa, você é recompensado com um banho refrescante. Dentro do parque, o deslocamento é feito a pé, totalizando aproximadamente 33 km, em um ritmo considerado intenso. São 3 dias de caminhada e, apesar de ser necessário levar tudo nas costas, a bagagem é pequena - apenas roupas leves, roupas de banho, e itens de higiene pessoal.

Confira aqui o roteiro da Travessia dos Lençóis Maranhenses.

Travessia Leste na Chapada dos Veadeiros

A Travessia Leste é o primeiro roteiro com acampamento e pernoite em casas de moradores criado na Chapada dos Veadeiros, o famoso "berço das águas” de Goiás. A região permite a realização de diversos esportes radicais, e conta com uma mistura de rios, cachoeiras e a típica paisagem de cerrado, com seus campos e morros.

Esse é um roteiro “alternativo”, que passa por lugares pouco explorados da Chapada dos Veadeiros, percorrendo 50 km entre Alto Paraíso e o Povoado do Bandeira. Um dos seus atrativos exclusivos é a Cachoeira da Catedral, chamada assim por conta do “altar” de pedras por onde escorre a água. Mas não se preocupe: ao final do roteiro, você também tem a chance de visitar atrativos mais conhecidos como o Vale da Lua.

A travessia completa pode durar 3 ou 6 dias e é indicada para pessoas com bom condicionamento físico, tendo em vista o grande número de subidas e descidas expostas ao calor do cerrado. Porém, o peso das mochilas não é bem um problema, pois um carro é disponibilizado para levá-las junto com as barracas, auxiliando, também, em eventuais emergências. 

Confira aqui o roteiro da Travessia Leste na Chapada dos Veadeiros.

Travessias Jalapoeiras

O Jalapão é uma unidade de conservação do Tocantins que se destaca pela presença de dunas, fervedouros e cachoeiras em seu território. Assim como a Chapada dos Veadeiros, esse é um lugar que também é receptivo a esportes radicais. É por conta dessa diversidade de paisagens que, no roteiro de Travessias Jalapoeiras, existem três dias dedicados ao trekking, e dois dedicados ao rafting. 

O trekking totaliza 51 km, e passa pelos atrativos mais conhecidos do Jalapão, como as suas dunas, a Serra do Espírito Santo, a Pedra Furada, e a Cachoeira da Formiga. Durante a caminhada, portanto, existirão algumas oportunidades para banhos nos fervedouros e nas cachoeiras. Ainda assim, a atividade é intensa, e recomendada para pessoas com bom condicionamento físico.

Já o rafting percorre uma distância total de 30 km, sendo que os primeiros 25 km ficam para o primeiro dia. A atividade ocorre no Rio Novo, o maior rio de água potável do mundo, e passa por corredeiras de classe IV - ou seja, corredeiras intensas e poderosas, de nível avançado. Os pernoites ocorrem em acampamentos perto do rio, sendo que um deles é o famoso Jalapão Ecolodge, que conta com uma estrutura que é ao mesmo tempo rústica e luxuosa. 

Confira aqui o roteiro das Travessias Jalapoeiras.

Travessia da Costa Potiguara

A Costa Potiguara é uma região litorânea do Nordeste brasileiro que se estende do norte da Paraíba ao sul do Rio Grande do Norte. Ao longo do seu território, existem diversas praias desertas, falésias, trilhas em meio à Mata Atlântica, aldeias indígenas e passeios de barco para visitar os peixes-bois que habitam o mar. 

Foi nessa região que alguns dos principais capítulos do processo de colonização do Brasil se passaram, cerca de 500 anos atrás. Hoje, essa região se destaca pelo seu comprometimento com a preservação da natureza e o resgate da cultura indígena, tornando esse o destino ideal de ecoturismo.

A travessia tem duração de 5 dias, e apresenta um ritmo considerado intenso. Cada dia conta com uma coletânea de lugares paradisíacos diferentes, passando pela Praia de Lucena, a Baía da Traição, e a Barra do Camaratuba, por exemplo. Os pernoites ocorrem em pousadas com vista para o mar, que também oferecem ótimas oportunidades para a degustação da gastronomia local.

Confira aqui o roteiro da Travessia da Costa Potiguara. 

Agora que você já conhece os 5 trekkings no Brasil que você precisa fazer, que tal se aventurar em um deles? Para tanto, conte com os serviços da Pisa Trekking. Especialistas em ecoturismo, oferecemos várias opções de pacotes de trekking. Confira todos aqui e tire todas as suas dúvidas com nossos atendentes!

Leia mais textos sobre trekking no Brasil:

Conheça os nossos roteiros!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 372 outros assinantes

Um Comentário em: “5 trekkings no Brasil que você precisa fazer

Deixe uma resposta