Tudo o que você precisa saber sobre a Trilha Inca Salcantay, no Peru

A Trilha Inca Salcantay é a principal alternativa à Trilha Inca Clássica para quem quer chegar a Machu Picchu através de trekking, percorrendo caminhos pouco explorados e encontrando menos pessoas ao longo do trajeto. Ela apresenta uma grande variedade de paisagens, e não tem limite de ingressos. Confira tudo o que você precisa saber sobre a Trilha Inca Salcantay, no Peru. 

Onde fica e como chegar à Trilha Inca Salcantay?

A Trilha Inca Salcantay está localizada no Peru, tendo início na cidade de Mollepata e terminando em Águas Calientes. No total são cerca de 70 km, que podem ser percorridos em um mínimo de 5 dias. Ela está completamente contida na região dos Andes peruanos, e o seu nome é derivado de um dos picos mais altos da Cordilheira, que atinge quase 6.300 metros. 

Apesar da alta altitude, o ponto máximo da trilha atinge apenas 4.600 metros. Ao longo do seu trajeto, são encontrados tanto picos nevados quanto florestas tropicais, e essa variedade de paisagens é um dos pontos fortes da Trilha Salcantay.  

Para chegar à trilha partindo de São Paulo, é preciso pegar um voo até Cuzco, que geralmente conta com escala em Lima, capital do Peru, e tem duração total de cerca de 10 horas. Antes de começar a trilha, é importante passar alguns dias em Cuzco para aclimatar o seu organismo à altitude e diminuir as chances de mal-estar durante a trilha. Já para chegar ao início da trilha, é preciso pegar um ônibus de Cuzco a Mollepata, um percurso de 100 km que dura menos de 3 horas. 

Melhor época para ir à Trilha Inca Salcantay?

A região conta com dois períodos definidos: a temporada de chuvas, que vai de novembro a abril, e a temporada de seca, que vai de maio a outubro - esta é a mais recomendada para fazer a Trilha Salcantay. Apesar de fazer calor durante o dia, e frio durante a noite, com temperaturas que às vezes ficam abaixo de zero, a ausência de chuvas torna o chão mais sólido e a caminhada mais aproveitável.

Na temporada de chuvas, os dias são mais quentes e ensolarados, e as temperaturas podem chegar a 20ºC. Porém, as chuvas podem atrapalhar a caminhada e inclusive causar risco de deslizamento. Apesar de ser a época mais barata, ela é também a mais perigosa. 

O que fazer na Trilha Inca Salcantay?

Enquanto a Trilha Inca Clássica tem como enfoque principal os sítios arqueológicos que contam com ruínas da época dos Incas, a Trilha Inca Salcantay tem como principal atrativo a natureza local. 

Um dos primeiros lugares de interesse dessa trilha é justamente a Laguna Humantay, formada pelo degelo da neve que cobre as montanhas ao seu redor. Ela é uma das lagunas mais altas do mundo, estando a quase 5 mil metros acima do nível do mar. A tonalidade das suas águas varia do azul turquesa ao amarelo, e tem relação direta com o clima e a incidência da luz.

Ao longo do caminho é possível avistar imponentes picos gelados, como o da própria montanha Salcantay e outras geleiras da Cordilheira Vilcabamba, e alguns exemplares da fauna local, como o místico condor e as graciosas chinchilas. É já no começo da trilha que alcançamos o ponto de maior altitude da jornada.

A descida das partes mais altas da cordilheira é acompanhada por uma mudança na paisagem, onde a vegetação se torna mais verde, o clima fica mais úmido e quente, e até a fauna começa a mudar. Parte da trilha acompanha as margens do Rio Cachora, rendendo visuais espetaculares. Outros atrativos nessa parte da trilha incluem as Cataratas Coripacchi, e a linda e pequena vila de Sayahuaco, onde habitam apenas 20 famílias.

O último trecho da trilha é a subida a Q’elloqasa, a 2.860 metros de altitude, onde é preciso atravessar uma floresta tropical densa. Aqui, é possível visitar algumas ruínas incas e ter uma primeira vista de Machu Picchu, a grande atração desta viagem. Antes de chegar lá passamos pelo povoado de Machu Picchu, antiga Águas Calientes.

Uma vez em Machu Picchu, é possível escolher algumas opções de atividades. Elas incluem, por exemplo, subir a Montanha de Machu Picchu através de uma trilha intensa que dura cerca de 1h30, ou, então, caminhar até a Portal do Sol (Inti Punku) através de um trecho original da Trilha Inca, que apesar de também ter duração de 1h30, é bem menos intenso.

Também é possível caminhar até a Puente del Inca, construção arrepiante que ligava Machu Picchu a outra rota local, e subir o Huayna Picchu, montanha que aparece ao fundo das famosas fotos de Machu Picchu, e que dá vista a diversos outros sítios arqueológicos da região.

Onde se hospedar na Trilha Inca Salcantay?

A Trilha Inca Salcantay pode ser realizada através de hospedagens em Mountain Lodges, que dura 6 dias e, ao final de cada dia, você tem a oportunidade de descansar em um lodge diferente, que contam com chuveiro quente, massagens, lareiras, e refeições gourmet que valorizam a cultura peruana.

O primeiro lodge da trilha é o Salkantay Lodge & Adventure Resort, localizado no Vale de Soraypampa e que conta com uma arquitetura rústica acolhedora, ideal para os dias que fazem mais frio. O lugar é pequeno e tem apenas 12 quartos, uma jacuzzi externa, e uma sala de convivência com lareira. A cozinha mistura sabores tipicamente peruanos com outros internacionais.

O Wayra Lodge, o Collpa Lodge e o Lucma Lodge são os demais lodges que se fazem presentes na trilha, e todos são muito parecidos com o anterior. É possível observar que a arquitetura de todos faz referência às técnicas de construção incas, que utilizam uma mistura de pedra, madeira, tijolo cru e palha. Chegando em Machu Picchu, porém, a hospedagem ocorre no luxuoso Hotel Inkaterra Pueblo, que conta com 83 “casitas” e chega a parecer uma vila andina de verdade.

Crédito: Hotel Inkaterra Pueblo

Já no roteiro tradicional da Trilha Inca Salcantay, os pernoites ocorrem em acampamentos ao longo do caminho. A hospedagem em hotel só ocorre na chegada ao povoado de Machu Picchu, e os viajantes têm a opção de escolher hotéis mais ou menos luxuosos. 

Na categoria de mochileiro está o Hotel La Cabana, que parece mais “tradicional” e ainda está localizado dentro do povoado. Já na categoria de Super Luxo II, está o Hotel Sanctuary Lodge, o único hotel localizado na entrada para Machu Picchu, que além de todas as comodidades usuais - elevadas ao nível de luxo - também oferece sessões de yoga e cerimônias xamânicas.

Crédito: Sanctuary Lodge, A Belmond Hotel - Facebook

Agora que você já sabe tudo sobre a Trilha Inca Salcantay, que tal começar a planejar os próximos passos? Para tanto, conte com os serviços da Pisa Trekking. Especialistas em ecoturismo, oferecemos várias opções de pacotes para o Peru. Confira todos aqui e tire todas as suas dúvidas com nossos atendentes!

Leia mais textos sobre o Peru:

Conheça os nossos roteiros!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 372 outros assinantes

Deixe uma resposta