Dica de Viagem: O que fazer na Chapada das Mesas

Das chapadas do Brasil, a Chapada das Mesas talvez seja uma das menos conhecidas. Situada no Maranhão, ela atrai cada vez mais viajantes como uma opção nova de ecoturismo. Mas por ser menos explorada, nem todos sabem os atrativos que a região pode oferecer. Pensando nisso, hoje o Blog Vida ao Ar Livre te mostra o que fazer na Chapada das Mesas, dependendo do número de dias que você tiver.

O que fazer na Chapada das Mesas: 4 dias

Como o primeiro e último dia servem mais para deslocamento até a região e hospedagem, acabamos ficando com dois dias para curtir a chapada. Mas não se desespere, conhecendo o essencial já dá para ter uma boa noção da região toda.

  • Poços d’água transparente:

Área de chapada é muito propícia para grandes reservas d’água. E nas Mesas dois pontos muito visitados escondem nascentes d’água que jorram dos paredões de pedra.

No Encanto Azul, além do grande poço, as pedras guardam cavernas e outros buracos perfeitos para hidromassagem. Quem mergulha ainda nada junto com os peixes; já quem vê por fora se depara com águas azuis transparentes. O que é muito parecido com o Poço Azul, espaço também amplo e, como o primeiro, com águas mornas que te permitem ficar nadando por horas a fio. Vale dizer que é bom conhecer as duas antes das 14h, quando a luz do sol ainda bate no poço. Do contrário, ela continuará bonita, mas sem a cor chamativa.

  • Principais cachoeiras:

E se água se acumula em poços, ela também jorra em quedas. Algumas das principais são a Cachoeira de Santa Bárbara, cujo salto de 70m tem formato de santa devido a uma pedra que divide a água em duas; a Cachoeira Santuário da Pedra Caída, que despenca no meio de um cânion formado por milhões de anos de erosão; a Cachoeira da Caverna, que como o nome sugere, exige que cruzemos uma caverna inundada para chegarmos até ela; e a Cachoeira Capelão, cujas águas vêm num degradê do azul ao marrom do barro.

E um detalhe: todas elas caindo em poços refrescantes para um banho e hidromassagem!

  • Mirante cartão-postal:

E depois de tanta água, vale se secar com uma das vistas mais bonitas da chapada. Apenas 70m mais alto que o resto da região, o Portal da Chapada das Mesas é um buraco formado naturalmente no meio de uma rocha e que desponta para uma visão panorâmica do Cerrado e de outros morros da área, como o Morro do Chapéu. Um lugar perfeito para passar o fim de tarde, e ver o sol se pondo lá fundo no horizonte.

Confira aqui o roteiro para quatro dias na Chapada das Mesas.

Portal Chapada das Mesas

Portal Chapada das Mesas

O que fazer na Chapada das Mesas: 5 dias

Conforme acrescentamos mais dias, os principais passeios se mantêm, mas podemos explorar melhor os rincões da chapada. Com um diazinho extra, conhecemos duas outras cachoeiras lindíssimas das Mesas: a Cachoeira de São Romão e a Cachoeira da Prata.

Você pode até ponderar se vale a pena ficar mais um dia só para conhecer outras cachoeiras, mas como o volume d’água dessas é bem maior que as de antes, são quedas totalmente diferentes. No período chuvoso, ambas formam grandes véus, mas já na seca é a potência delas impressiona. São Romão, por exemplo, é a que tem mais volume d’água em toda a chapada. Já a da Prata se divide em três quedas, que ainda fica mais bonita com as revoadas de andorinhas que habitam pelo local.

Veja aqui o roteiro para cinco dias na Chapada das Mesas.

Cachoeira São Romão

Cachoeira São Romão

O que fazer na Chapada das Mesas: 6 dias

Com um sexto dia, temos tempo para os fãs de trekking. Ao longo de 10km, caminhamos dentre os morros e pilares que hoje vemos na Chapada das Mesas. Prepare-se para encontrar animais raros, como o urubu-rei, já que por aqui o homem pouco explorou e, por isso, a região se mantém virgem e selvagem.

Mas como chapada é água, aproveitamos o resto do dia para curti-la de um outro jeito. Depois de um banho no Rio Urupuchete, partimos para outro, o Rio Tocantins, onde pegamos um barco voadeira, e cruzamos 22km até uma majestosa formação rochosa que fica no meio d’água. No caminho, você aproveita a brisa e observa o ritmo da natureza no maior conforto.

Conheça aqui o roteiro para seis dias na Chapada das Mesas.

Rio Tocantins

Rio Tocantins

O que fazer na Chapada das Mesas: 8 dias

Quem curte a região por oito dias, volta para casa com a certeza de que conheceu a maior parte da Chapada. Com dois dias extras, você vai ficar expert em cachoeiras, já que um dia será reservado só para elas. A Cachoeira da Porteira, a Cachoeira do Garrote, a Cachoeira da Mansinha e o destaque Poço do Sonrisal, que deixa a água com várias bolhinhas pela alta quantidade de oxigênio que cai junto com a queda.

Mas o grande diferencial aqui é a visita à Estância Ecológica Vereda Bonita. Além dos rios de água cristalina e das quedinhas em cânions, você tem a opção de escolher, entre três trekkings, qual o mais adequado ao seu preparo físico, com 4,2, 5,5 ou 8,5km. Nas trilhas, você conhece frutos e plantas típicas do cerrado e ainda passa pelos principais tipos de vegetação. Também temos a oportunidade de conhecer um viveiro de mudas nativas e plantar as nossas em áreas degradadas para recuperação do meio ambiente. Tudo isso acompanhados de guias que explicam tudo que encontramos pelo caminho.

Descubra aqui o roteiro para oito dias na Chapada das Mesas.

Chapada das Mesas

Chapada das Mesas

Com tantas opções diferentes, a Chapada das Mesas precisa ser mais e melhor conhecida. E para isso, conte com os serviços da Pisa Trekking. Especialistas em viagens de ecoturismo no Brasil e no mundo, nós oferecemos o formato de viagem que mais se adapta à sua disponibilidade e apetite de descoberta. Você pode inclusive aproveitar a viagem e já emendar o passeio pelo Jalapão, neste pacote aqui pelos dois destinos. Confira aqui nossos roteiros na Chapada das Mesas, e tire todas as suas dúvidas com nossos atendentes.

 

Leia mais textos sobre a Chapada das Mesas e outras chapadas:

CONHEÇA NOSSOS ROTEIROS!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 275 outros assinantes

Deixe uma resposta