10 viagens imperdíveis para 2020

2020 chegou e nos preparamos para receber esse novo ciclo com energias e esperanças renovadas. Sendo assim, que tal começar a pensar em qual será a grande viagem que deixará o seu ano mais colorido e animado? Hoje, o Blog Vida ao ar Livre elenca as 10 viagens imperdíveis para 2020.

Trekking nas Dolomitas 

Localizadas no norte da Itália, na região dos Alpes, as Dolomitas abrigam alguns dos trekkings mais bonitos da Europa. Tendo como base a cidade de Cortina d’Ampezzo, que com suas belas montanhas e charmosas vilas poderia ser um destino turístico por si só, um dos percursos mais desafiadores é o Alta Via N.1, com diversas subidas e descidas com paisagens esplêndidas, e uma média de 10km por dia.

Formações rochosas como Cinque Torri e Tres Cimes di Lavaredo, e planícies como Altopiano de Fanes, são alguns dos atrativos imperdíveis das Dolomitas. Para você recuperar o fôlego após tanta emoção e esforço nas pernas, é possível pernoitar nos refúgios que ficam espalhados pelas cordilheiras, e que oferecem beliches, chuveiros quentes, e refeições deliciosas, à típica moda italiana. 

Em 2020, é possível fazer um roteiro especial para as Dolomitas com acompanhamento de guia brasileiro, para grupos acima de cinco pessoas. Confira aqui os roteiros de trekking na Itália.

Trekking na Geórgia

Ao poucos, a Geórgia está mostrando o seu potencial como destino de aventura. Sendo naturalmente beneficiada pelo relevo montanhoso do sul do Cáucaso, as suas pradarias repletas de flores silvestres são interrompidas por montanhas nevadas impressionantes, com riachos que fluem entre elas. A região de Svaneti é exatamente assim, com pequenos vilarejos medievais, e é de lá que parte um dos mais bonitos trekkings do país.

São cerca de 6 horas de caminhadas diárias, percorrendo entre 15 e 20km, com pernoites em pequenas pousadas familiares em cidades ao longo do caminho. Em Lenjeri, por exemplo, o lugar é propriedade de uma família de músicos dedicados à preservação da tradição musical da região, que data de mais de 3.000 anos. Uma viagem dessas, portanto, é uma oportunidade única de conhecer a rica cultura desse país que está começando a entrar no mapa do turismo de aventura.

Em 2020, já existe uma saída programada para as Montanhas do Cáucaso com acompanhamento de Agnaldo Gomes, guia brasileiro com extensa experiência em grandes expedições. Confira aqui o roteiro de trekking na Geórgia.

Tour du Mont Blanc 

Dentre todos os trekkings “renomados” que existem no mundo, o Tour du Mont Blanc é um dos principais. A travessia passa pela França, Itália e Suíça, explorando tudo o que há de mais bonito em termos de picos nevados. A cidade-base é a francesa Chamonix, considerada a capital mundial da vida ao ar livre, que conta com um centro cheio de restaurantes, cafés e lojas de esportes.

No Tour são, em média, 6 horas diárias de caminhada em terreno alpino sem muitas dificuldades técnicas, mas que exigem bom condicionamento aeróbico. Os trekkings começam, geralmente, pela Capela de Notre Dame de la Gorge ou pela estação de esqui Les Houches, passando por lugares como o vilarejo de Champex-Lac, e a cidade italiana de Courmayeur. O pico mais alto do Tour du Mont Blanc é o Grand Col Ferret, a 2532m, mas outros picos menores podem ser alcançados com maior facilidade e oferecem vistas igualmente esplêndidas.

Em 2020, a Pisa está oferecendo dois roteiros diferentes para o Tour du Mont Blanc com acompanhamento de guias que falam português. Na saída com Jean Claude Razel, você é convidado a fazer o percurso clássico ao longo de 6 dias, pernoitando em refúgios nas montanhas. Já na saída com Agnaldo Gomes, o percurso é um pouco mais longo, durando cerca de 12 dias, passando por mais cidades ao longo do caminho e pernoitando em refúgios, hotéis de 2 e 3 estrelas, e gites. 

Confira aqui os roteiros para o Tour du Mont Blanc.

Trekking em El Chalten 

De maneira equivalente a Chamonix, a cidade de El Chalten é considerada a capital argentina do trekking. Localizada ao pé das montanhas Fitz Roy e Cerro Torre, aos pés do Parque Nacional de los Glaciares, uma caminhada que passa pelos principais atrativos da região se estende por cerca de 40km. Assim, é possível visitar a Laguna Capri, a Laguna de los Tres, Laguna Torres e o Piegle Tumbado, com opção de fazer ice trekking sobre o Glaciar Cagliero.

Aqui, os pernoites ocorrem em acampamentos dentro do próprio Parque, com estrutura para não deixar o frio penetrar, pois as temperaturas podem chegar aos graus negativos. A experiência é perfeita para quem quer ter um contato genuíno com a natureza local. Também é possível fazer rafting no Rio de Las Vueltas, em corredeiras classe III com vista para o Fitz Roy.  

No Carnaval de 2020, existe uma saída programada para El Chalten com acompanhamento de guia brasileiro, em 22 de fevereiro. Confira aqui todos os roteiros de trekking para El Chaltén.

Marrocos com Deserto 

Quem vai para o Marrocos nunca deixa de dar uma passadinha nas Cidades Imperiais, como Casablanca, Meknes e Rabat, nomeadas assim por um dia terem sido capitais das antigas dinastias reinantes daquela região. Cada uma utiliza uma “coloração” específica em suas construções, com arquiteturas suntuosas e impressionantes. Mas isso não é tudo que o Marrocos oferece.

Sua proximidade com o Deserto do Saara não pode ser ignorada, e outros passeios imperdíveis no país incluem idas às Dunas de Merzouga, ao oásis de Tineghir, ao desfiladeiro de Todra e à cidade de Ouarzazate, conhecida como “a porta do deserto”, repleta de kasbahs. No Deserto do Saara, os pernoites geralmente ocorrem nos acampamentos dos berberes, como são chamados os povos do Norte da África.

Confira aqui os roteiros para Marrocos com deserto.

Sul da Índia

Enquanto a maioria das viagens de aventura e de ecoturismo para a Índia focalizam os trekkings nos Himalaias e passeios pelo Triângulo Dourado, que abrangem as cidades de Nova Déli, Agra e Jaipur, o Sul da Índia permanece grandemente inexplorado. Nessa região, é possível conhecer melhor a religião Hindu em sua essência, e receber verdadeiras lições sobre a humanidade em cidades como Auroville, onde pessoas das mais diversas nacionalidades convivem em harmonia, sem moeda e religião definidas.

A cidade de Mahabalipuram, Patrimônio Histórico da UNESCO, é tomada por monumentos lapidados em rochas, sendo Arjunas Penance um dos mais famosos, com seus 31m de largura e 9m de altura. Com uma arquitetura parecida, também é possível visitar a cidade de Thanjavur e seu templo de Brihadeswara, onde a entrada é exclusiva para hindus. Já a cidade de Munnar contrasta um pouco com as demais, já que o que move a economia e o turismo na região são as plantações de chá e suas exóticas espécies de fauna e flora.

Confira aqui o roteiro para o Sul da Índia.

Serra da Capivara

Todas as pessoas deveriam ter a oportunidade de visitar os tesouros que o Parque Nacional da Serra da Capivara abriga. Quem sabe 2020 não é o seu ano de sorte? São 173 sítios arqueológicos abertos à visitação, espalhados por uma área de mais de 90mil hectares, com vestígios humanos datados de mais de 50.000 anos atrás. As principais atrações do Parque são as pinturas rupestres localizadas nas paredes rochosas, que fazem representações de rituais, de caçadas, de animais gigantes e até de partos. 

De todos os sítios arqueológicos, o mais famoso deles é o Boqueirão da Pedra Furada, onde foram encontrados diversos artefatos líticos, como pontas de lanças, machadinhos e lâminas de pedra lascada, fogueiras e a arte rupestre que acabou virando símbolo da Serra da Capivara. Nesse sentido, é o Museu do Homem Americano que te ajuda a compreender a dimensão de tudo que você vê lá, mostrando as mais recentes pesquisas em arqueologia feitas na região.

Confira aqui os roteiros para a Serra da Capivara.

Chapada das Mesas

Localizado no Maranhão, o Parque Nacional da Chapada das Mesas recebe o seu nome por conta das curiosas formações rochosas que despontam da típica vegetação de cerrado, assemelhando-se a mesas. Assim como o destino anterior, este também apresenta pinturas rupestres, mas aqui o foco é na natureza como um todo, sendo um ótimo ambiente para fazer trekking, rappel, e se banhar nas águas mornas e cristalinas das cachoeiras.

Carolina é a cidade-base para as aventuras no Parque, sendo possível percorrer por estrada de terra em carros 4x4. Alguns dos principais atrativos da Chapada incluem o Poço Azul, que como o nome já indica, é uma piscina natural de águas azul-turquesa, a Cachoeira de Santa Bárbara, com seus impressionantes 70m de queda, e a Cachoeira Santuário da Pedra Caída, que reúne três quedas d’água no interior de um cânion, formando uma piscina natural resguardada. 

Confira aqui os roteiros para a Chapada das Mesas.

Rota das Emoções

Não muito distante da Chapada das Mesas, passa o caminho da Rota das Emoções, um roteiro que agrega os principais destinos litorâneos do Maranhão, do Piauí e do Ceará. Aqui, as paisagens se resumem a um enorme “deserto” entrecortado por lagoas cristalinas de cores fosforescentes. Embora o roteiro tradicional da Rota das Emoções inclua os Lençóis Maranhenses, o Delta de Parnaíba e Jericoacoara, também é possível acrescentar outros destinos como Barra Grande, Atins, Santo Amaro e Fortaleza.

São cerca de 900km do começo ao fim, percorridos com o auxílio de veículos 4x4 e lanchas rápidas. Como, nesse roteiro, os trekkings não são muito longos, existe a opção de fazer diversas atividades opcionais como caminhada, cavalgada, voos panorâmicos, surf, kite e windsurf e observação de pássaros, nas paisagens praianas mais paradisíacas do Nordeste. Depois de uma viagem dessas, você vai entender porque ela é chamada de Rota das Emoções.

Confira aqui os roteiros para a Rota das Emoções.

Travessias Jalapoeiras

As Travessias Jalapoeiras são uma solução prática para o problema de querer conhecer os principais atrativos do Jalapão e querer fazer muito trekking por essas terras ainda pouco exploradas pelo turismo de massa. As travessias se dividem entre Quilombolas, dos Fervedouros e das Dunas, cujos nomes já oferecem dicas sobre os tipos de paisagens que você irá encontrar em cada uma delas. 

Ao longo desses 51km de caminhada, você é levado a conhecer a Serra do Espírito Santo, o Morro da Catedral, as Dunas do Jalapão e a Comunidade Mumbuca, e ainda tem a oportunidade de fazer dois dias de rafting pelo Rio Novo, que se encerram na Cachoeira da Velha, com uma última trilha de 15km. Os pernoites se dão em pousadas dentro do Parque, com destaque para o Jalapão Ecolodge.

Confira aqui o roteiro de Travessias Jalapoeiras.

Agora que você já conhece as 10 viagens imperdíveis para 2020, não perca tempo e agende a sua! Para você não ter que se preocupar com a hospedagem e a programação das visitas, conte com os serviços da Pisa Trekking. Especialistas em ecoturismo, oferecemos várias opções de pacotes para o mundo inteiro. Escolha o ideal para você aqui, tire todas as suas dúvidas com nossos atendentes e aproveite!

Leia mais textos sobre esses destinos:

Conheça os nossos roteiros!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 323 outros assinantes

Deixe uma resposta