Para onde viajar no Carnaval?

O feriado de Carnaval não precisa se resumir à festança na rua. Para quem quer aproveitar o final do clima de férias, e ter uma dose adicional de cultura e aventura antes que o ano comece de fato, existem diversas opções de viagens enxutas para você fazer ao redor do mundo. Hoje, o Blog Vida ao Ar Livre te mostra para onde viajar no Carnaval. 

Egito 

Um dos principais motivos que tornam o Egito tão atrativo na época do Carnaval são as suas temperaturas amenas. Nas regiões de Cairo e Luxor, elas raramente ficam abaixo dos 10°C ou ultrapassam os 25°C. O mês de fevereiro também não é muito popular entre turistas, tornando-o ideal para explorar os milhares de atrativos desse país com mais calma e atenção.

Esse roteiro de Carnaval, que conta com guia local falando português, busca fazer um bem-bolado com as principais cidades do Egito. Em Cairo, estão as Pirâmides e a Esfinge de Gizé, o extensivo Museu Egípcio, a necrópole de Sakkara e as peculiares pirâmides de Dahshur. Já um cruzeiro através do Rio Nilo nos leva até a região de Luxor, que abriga a maior coletânea de tumbas do antigo Egito, como o Templo da Rainha Hatshepsut e os Colossos de Memnon. O cruzeiro desemboca em Aswan, uma cidade ao sul do país que conta com uma represa, canteiros de obras de granito, e outras tantas belas paisagens. 

Confira aqui o roteiro de Carnaval para o Egito.

El Chalten

No inverno, existe o risco de que várias trilhas em El Chalten fiquem interditadas pela neve. É por isso, então, que o verão é a época mais popular entre os turistas, e que você não deve deixar de aproveitar se o seu objetivo é conhecer a capital argentina do trekking. Com um acompanhamento de guia brasileira, este roteiro busca te apresentar, em poucos dias, algumas das maiores belezas da patagônia argentina.

As montanhas escarpadas de Fitz Roy podem ser o símbolo de El Chalten, mas a cidade é repleta de outros atrativos. As lagunas Capri, de Los Tres e Torres, por exemplo, decoradas por vales e montanhas, apresentam belezas sublimes que recompensam o esforço empregado para chegar até elas. No total, são cerca de 40km de caminhada, com pernoites em acampamentos em meio à natureza. Nessa brincadeira toda, você também é convidado a visitar o mirante de Cerro Torre e a fazer ice trekking sobre o Glaciar Cagliero.

Confira aqui o roteiro de Carnaval para El Chalten.

Costa Rica

As diversas cores encontradas na fauna e na flora da Costa Rica criam o clima de Carnaval perfeito. Fevereiro é o mês mais popular para o turismo na região, uma vez que ele está localizado bem no meio da época de seca, quando os dias são ensolarados e quentes. Isso também significa que essa é a época em que os animais costumam ficar fora de suas tocas aproveitando o ar livre, o que pode proporcionar encontros bastante agradáveis.

O roteiro começa pelo majestoso Vulcão Arenal, sendo possível se hospedar no vilarejo de La Fortuna, que possui uma vista privilegiada do vulcão. Lá, atividades opcionais incluem banhos nas águas termais de Tabacon, caminhadas à Cachoeira Rio Celeste e caiaques no Lago Arenal. De lá, você parte para o Parque Nacional Manuel Antonio, onde a oferta de praias paradisíacas é farta, e existem diversas opções de restaurantes para conhecer a gastronomia local. Para encerrar a viagem, nada como um mergulho com snorkel nas águas azuis caribenhas, iluminadas pelo sol do entardecer.

Confira aqui o roteiro de Carnaval para a Costa Rica.

Nova Zelândia

Em geral, os melhores meses para visitar a Nova Zelândia são dezembro, janeiro e fevereiro. Com alguns pontos favoráveis a mais, tais como menor índice de chuvas e menor número de turistas, porém, é fevereiro que leva a vantagem. Nesse roteiro de Carnaval, você explorará o que a Ilha Norte oferece de melhor, banhado em um sol de verão que incentiva as atividades ao ar livre.

Chegando em Auckland, você já parte para um dos lugares mais icônicos do país: a região de Coromandel, que abriga a famosa Cathedral Cove. Em suas proximidades, existe o Hobbiton Movie Set, onde foram gravadas cenas do Senhor dos Anéis, e a cidade de Rotorua, famosa por seus gêiseres e pela forte influência da cultura indígena Maori. Taupo, por sua vez, é uma cidade à beira do maior lago da Nova Zelândia, onde as práticas de navegação e water touch bungy são incentivadas. O roteiro encerra-se na capital, Wellington

Confira aqui o roteiro de Carnaval para a Nova Zelândia.

Jordânia

Em fevereiro, a Jordânia está em pleno inverno. Com médias anuais de 5°C a 13°C, não é difícil que as temperaturas fiquem negativas durante a madrugada, existindo inclusive a possibilidade de neve. Neste roteiro, você será acompanhado por um guia local que fala português, conhecendo os principais atrativos do país a partir da cidade-base de Amã. Apesar de todos os pernoites ocorrerem em hotéis, no deserto de Wadi Rum você ficará em um acampamento.

A lista de atrativos é extensa: a começar por Amã, seguiremos pelos Castelos do Deserto, o Castelo de Ajlun, a cidade de Jerash, a Igreja Ortodoxa de São Jorge em Madaba e o Monte Nebo, onde encontraremos construções milenares que resistiram à passagem do tempo. Depois, na cidade de Petra, será possível visitar o Tesouro: um monumento esculpido em rocha que entrou na cultura popular após aparecer em um filme do Indiana Jones. A viagem por Petra segue até o deserto de Wadi Rum, desembocando no Mar Morto.1920

Confira aqui o roteiro de Carnaval para a Jordânia.

Monte Roraima 

É possível fazer trekking no Monte Roraima em qualquer período do ano, mas não é de se duvidar que a época de seca, que vai de novembro a março, seja a mais popular. Este roteiro de Carnaval é também o mais completo da região, contando com 9 dias de trilha e 5 noites acampando no topo da montanha, com grau de dificuldade difícil.

Após árduas caminhadas através da savana venezuelana, quando você vence os 2.800m do Monte, o que resta é um sentimento de gratidão imensa: lá de cima, é possível ter uma visão panorâmica de toda a região, onde você e as nuvens ficam cara a cara. Embora a própria paisagem pré-histórica do local já seja de encher os olhos, o Monte Roraima ainda conta com alguns atrativos especiais e essenciais. Esse é o caso do Vale dos Cristais, do Ponto Triplo, do El Fosso, do Lago Gladys e da Pedra Maverick

Confira aqui o roteiro de Carnaval para o Monte Roraima.

Jalapão - Volta ao Parque 

O Jalapão também pode ser visitado em qualquer época do ano, porque mesmo a estação de chuvas não conta com chuvas assim tão prolongadas. Fevereiro é um dos meses mais populares para visitação, mas por já ser o fim da “alta temporada”, é possível aproveitar os seus atrativos sem ter que se incomodar com multidões. Neste roteiro de Carnaval, você é convidado a conhecer a região de uma forma mais ativa.

Embora os deslocamentos de carro 4x4 sejam longos, os diversos trekkings em direção a fervedouros, cachoeiras e serras serão uma ótima oportunidade para esticar e fortalecer as pernas. Em meio a tudo isso, você passará pelos principais atrativos da região, como a Serra do Espírito Santo, a Pedra Furada, as Dunas do Jalapão e a Cachoeira da Formiga, além de ser convidado a fazer rafting no Rio Soninho.

Confira aqui o roteiro de Carnaval para o Jalapão - Volta ao Parque aqui.

Serra do Cipó

Se o seu objetivo no feriado de Carnaval é renovar as suas energias em meio à natureza, a Serra do Cipó é o lugar perfeito para fazer isso. Localizado a apenas 100km de Belo Horizonte, em meio à Serra do Espinhaço, esse lugar é repleto de cachoeiras, incluindo aquela considerada a mais bela do Brasil: a Cachoeira do Tabuleiro, com 273m de queda. 

Neste roteiro do Carnaval, você faz os principais trekkings da região. Tal é o caso do Vale do Travessão, que se dá em altas altitudes e garante vistas panorâmicas espetaculares, totalizando 18km de caminhada ida e volta. A região também abriga o Rio Cipó, onde é possível fazer stand-up paddle, e as cachoeiras do Gavião, das Andorinhas, do Rapel e do Descanso, que podem ser alcançadas através de mais caminhadas. Um dos principais sítios arqueológicos da região, que contém pinturas rupestres datadas de mais de 7.000 anos, também é aberto para visitação. 

Confira aqui o roteiro de Carnaval para a Serra do Cipó.

Chapada dos Veadeiros 

De maneira similar à Serra do Cipó, a Chapada dos Veadeiros é um ótimo lugar para dar uma pausa na vida urbana e relaxar ao som de quedas d’água. Considerada um dos principais destinos de ecoturismo no Brasil, a Chapada já chegou a ser apelidada de “Berço das Águas”, algo que você irá compreender quando perceber que os principais passeios da região envolvem banhos em cachoeiras.

De fato, são os Saltos do Rio Preto, com quedas d’água de 120m e 80m, que ilustram os cartões postais da região. Mas eles não ofuscam os demais atrativos: as Cataratas dos Couros, a Cachoeira Almécegas I e a Cachoeira das Loquinhas também são lugares esplêndidos para dar um mergulho e se refrescar. Assim, o atrativo mais destoante de todos acaba sendo o Vale da Lua, que se destaca pela sua formação rochosa esburacada, assemelhando-se à superfície da Lua. Além de trekking, a região também permite rapel e tirolesa. 

Confira aqui o roteiro de Carnaval para a Chapada dos Veadeiros.

Ponta da Joatinga

É na época de dezembro a março que a cidade de Paraty recebe o seu maior número de visitantes. Mas se você não é muito afeito às multidões, temos boas notícias: a travessia da Ponta da Joatinga, que se inicia na Praia do Pouso e termina em Laranjeiras, passa principalmente por praias praticamente desertas. 

Essa é uma oportunidade única de conhecer um dos trechos mais belos do litoral brasileiro de forma exclusiva. Passando pelas praias de Martim de Sá, Cairuçú, Ponta Negra, Galhetas, Antiguinhos, Antigos e Praia do Sono, você enfrentará rios e morros com inclinação acentuada em busca das vistas mais espetaculares. Os pernoites se dão em barracas, passando por vilarejos onde você terá contato com a cultura tradicional caiçara.

Confira aqui o roteiro de Carnaval para a Ponta da Joatinga.

Circunavegação na Ilha Grande 

E, por fim, se o seu objetivo é realmente se entregar à natureza, então conheça a expedição de Caiaque Oceânico que dá a volta na Ilha Grande. Aqui, existe apenas um planejamento inicial, que pode sofrer mudanças de acordo com as condições climáticas do dia, nos forçando a tomar decisões em grupo de última hora. 

Assim como em Paraty, fevereiro é uma das épocas mais populares com os turistas em Ilha Grande, mas você não precisa se preocupar com isso já que o caiaque te levará a lugares de pouco acesso. Em geral, serão 5 horas de remada por dia. Partindo de Angra dos Reis, você chegará a Ilha Grande e conhecerá lugares como Praia da Feiticeira, Enseada do Abraão, Ponta de Castelhanos, Lopes Mendes, Dois Rios, Gruta do Acaiá, e muito mais. Os pernoites são em barracas ou redes, com direito a café, almoço e jantar. 

Confira aqui o roteiro de Carnaval de Circunavegação na Ilha Grande.

Agora que você já sabe para onde viajar no Carnaval, não perca tempo e agende sua viagem! Para você não ter que se preocupar com a hospedagem e a programação das visitas, conte com os serviços da Pisa Trekking. Especialistas em ecoturismo, oferecemos várias opções de pacotes para o mundo inteiro. Escolha o ideal para você aqui, tire todas as suas dúvidas com nossos atendentes e curta seu passeio!

Leia mais textos sobre esses destinos:

Conheça os nossos roteiros!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 323 outros assinantes

Deixe uma resposta