As Boas Novas do Turismo

Muitos países já estão começando a abrir suas fronteiras; outros ainda estão tentando controlar a pandemia internamente. Companhias aéreas estão mudando sua maneira de operar, e protocolos de segurança estão sendo reelaborados. Mas são tantas notícias e realidades diferentes, que fica difícil ter uma visão geral. É por isso que, hoje, o Blog Vida ao Ar Livre traz um apanhado das Boas Novas do Turismo.

Previsão de abertura das fronteiras internacionais
  • Brasil

No Brasil, o Governo Federal autorizou a reabertura gradual de parques nacionais para visitantes, desde que sejam obedecidos alguns procedimentos para evitar a disseminação do vírus. Até agora, já foram reabertos o Parque Nacional dos Lençóis MaranhensesAparados da Serra e Serra Geral, Foz do Iguaçu, e o Parque Nacional de Brasília. A cidade de Bonito também já está se preparando para reativar o setor turístico a partir de 1 de julho.

Lá, foram estabelecidos 7 protocolos de biossegurança referentes a hotelaria, transportes e outros setores relacionados ao turismo, determinando a redução de 50% das capacidades dos hotéis e dos balneários, por exemplo. Nos passeios de flutuação, serão formados grupos com 70% da capacidade inicial, e o tempo nos atrativos será aumentado como compensação. Os clientes são incentivados a levarem seus próprios equipamentos, como snorkel, toalha e máscara. Não haverá aumento dos valores dos passeios, mas atrativos como a Gruta do Lago Azul, os Balneários Municipal e do SESC, e o Aquário de Bonito permanecerão fechados.

Já os Lençóis Maranhenses irão operar com apenas 55% da capacidade original, e o uso de máscara, por exemplo, será obrigatório durante todo o período de visitação dentro do parque.

  • Europa

Na Grã-Bretanha, as novidades são boas: os países já estão começando a se preparar para receber aos turistas novamente. Isso faz parte de um plano de três fases, sendo que a terceira fase, que chegará em no dia 4 de julho, permitirá a volta do setor de hospitalidade. Contudo, há um detalhe importante: todos os turistas precisarão ficar de quarentena por 14 dias após chegada, em uma medida temporária que ainda será revista pelo governo.

Outros países, como Itália, França, Alemanha e Polônia, já reabriram suas fronteiras. Porém, assim como a Grã-Bretanha, por enquanto apenas para os seus vizinhos europeus. 

Em países como a Espanha, a situação é um pouco mais complicada. O plano de reabertura foi dividido em quatro passos, mas cidades grandes como Barcelona e Madrid ainda estão no segundo passo. A fim de auxiliar o turismo, entretanto, o presidente espanhol determinou que a abertura das fronteiras para o restante da Europa já iria ocorrer em 21 de junho.

Para evitar aglomerações, as agências turísticas espanholas estão estudando destinos menos conhecidos para oferecer aos turistas, de maneira a desviar o fluxo das grandes metrópoles. A abertura aos países que não pertencem à União Europeia está estimada para meados de julho, mas tudo depende do avanço da COVID-19 no país de origem. 

  • América Latina

Nas Américas, especialmente na América Latina, o cenário já não é tão esperançoso. No Chile, por exemplo, todas a fronteiras estão fechadas desde março e ainda não há previsão de abertura, assim como na Bolívia. Na Argentina e na Colômbia a retomada dos voos internacionais está prevista para ocorrer apenas em 31 de agosto. 

A Colômbia, porém, já está olhando para frente e criando um selo de biossegurança para o turismo, de forma a indicar os prestadores de serviços e as áreas turísticas que estão cumprindo os protocolos para evitar a disseminação do vírus. A ideia é dar confiança aos turistas durante a reativação desse setor. 

Já no Peru, embora a reabertura das fronteiras internacionais também esteja prevista apenas para agosto, o país já estabeleceu que, a partir de 15 de julho, o acesso a Machu Picchu será retomado. Por enquanto, só serão admitidos grupos de até 8 pessoas, com uma capacidade máxima de 75 pessoas por hora. A compra dos ingressos deverá se feita online, a entrada no parque será acompanhada por um controle de temperatura e desinfecção de calçados, e o uso de máscaras será obrigatório. Pessoas com menos de 18 anos ou mais de 60 anos têm direito a entrada gratuita.

Ainda assim, atrativos como Puente Inca, Puerta del Sol, Huayna Picchu e Montaña Machu Picchu permanecerão com acesso restrito, bem como o Camino Inca 4D/3N.

No México, de outro modo, destinos populares como Cancún começaram a receber seus primeiros turistas na semana do dia 11 de junho, após adotarem medidas de proteção como atendimento a apenas 30% da ocupação máxima dos hotéis. A capital Cidade do México, porém, permanece fechada.

  • Ásia e Oceania

A Tailândia reabriu seus aeroportos no início de maio, mas voos internacionais podem se manter suspensos até 30 de junho. A Índia também, apesar de já ter retomado os voos domésticos em maio, não pretende receber estrangeiros até pelo menos o final de junho. 

Na Oceania, os casos de coronavírus já estão controlados, e foi criado um “corredor de viagem” entre a Austrália e a Nova Zelândia para que cidadãos dos dois países possam transitar livremente entre eles. Para o resto do mundo, contudo, as fronteiras permanecem fechadas.

Novidades nas companhias aéreas

Frente a essa nova realidade, as companhias aéreas estão trabalhando para se adaptarem e para garantirem mais segurança ao seus consumidores. A Gol, por exemplo, passou a permitir que as passagens sejam remarcadas até duas vezes, e que, em caso de cancelamento, o valor da passagem seja revertido integralmente a créditos Gol.

Também passou a permitir parcelamentos em até 10x no cartão Mastercard, ou em até 7x nas demais bandeiras aceitas pela Gol. E para profissionais da saúde que precisam se deslocar para atuar no combate à COVID-19, a companhia está oferecendo passagens sem nenhuma cobrança. Essa medida também foi adotada pela Azul e pela Latam.

Essas duas empresas, por sua vez, anunciaram um acordo de compartilhamento de voos e de programas de milhagens de forma a enfrentar os efeitos da pandemia no setor. O resultado permitirá que cerca de 60 cidades brasileiras sem rotas aéreas possam voltar a serem atendidas. 

  • Protocolos de segurança

As grandes novidades dentro das companhias aéreas, porém, são os protocolos de segurança. Embora esses conjuntos de regras sejam parecidos entre si ao redor do mundo, cabe citar alguns exemplos pontuais.

As americanas JetBlue e United Airlines saíram na frente e anunciaram protocolos que abrangem limpeza, distanciamento social e monitoria de saúde. Eles prevêem, por exemplo, a predileção pelo check-in online e pelo atendimento digital, o uso de máscaras para passageiros e tripulação e a medição de suas temperaturas corporais, o uso de produtos hospitalares para desinfecção das cabines, filtros que renovam o ar a cada 3 minutos, a proibição da ocupação dos assentos do meio em fileiras de três pessoas, menor manuseamento dos alimentos oferecidos, entre outras medidas.

A Air Europa, companhia espanhola, além de adotar medidas parecidas, também irá limitar a bagagem de mão que poderá ser levada pelo passageiro, de forma a evitar ao máximo a manipulação de objetos dentro do avião. Mais protocolos das principais empresas aéreas podem ser encontrados aqui.

No Brasil, mais especificamente na Gol, o uso de máscaras já era obrigatório desde o dia 10 de maio. Os totens de autoatendimento também foram desligados para evitar o toque na sua superfície, contendo apenas um QR Code para que o cliente acesse o aplicativo pelo seu celular. As salas VIP dos aeroportos também foram fechadas para evitar aglomerações.

Já na Azul, uma das grandes novidades foi o "Tapete Azul", criado com o objetivo de agilizar o embarque e torná-lo mais seguro. Uma orientação é projetada no chão com o número de cada assento, de forma que cada pessoa fique a 4 metros de distância da outra, e o embarque já ocorra na ordem correta. Além, claro, das demais medidas de limpeza e de distanciamento social.

Agora que você já sabe as Boas Novas do Turismo, você já pode fazer uma decisão mais consciente sobre a sua próxima viagem. Para isso, conte com os serviços da Pisa Trekking. Especialistas em ecoturismo, oferecemos pacotes para o mundo inteiro. Confira todos aqui e tire todas as suas dúvidas com nossos atendentes!

Leia mais textos sobre a pandemia:

Conheça os nossos roteiros!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 337 outros assinantes

Deixe uma resposta