Desafios na Reserva Mamirauá: saiba como ajudar

As comunidades ribeirinhas da Reserva Mamirauá, no Amazonas, estão cada vez mais precarizadas por conta da chegada do COVID-19 à região, sofrendo pela falta de alimentos, de produtos de higiene e de informação. Nesse contexto, com o apoio do Uacari Lodge, um crowdfunding foi criado para ajudar essas pessoas a enfrentar esse período difícil. Hoje, o Blog Vida ao Ar Livre te conta mais sobre como você pode ajudar.

Entenda o contexto

A Reserva Mamirauá, localizada na região do Médio Solimões, vem enfrentando grandes dificuldades desde que o seu principal polo de apoio, o município de Tefé, passou a registrar uma grande concentração de casos de coronavírus. Hoje, o lugar é considerado o quinto município brasileiro com maior taxa de casos confirmados por habitante. No seu hospital só existem cinco respiradores, e a UTI mais próxima se encontra em Manaus, a 500 km de distância.

Em contraste, Tefé também é o polo de apoio de mais de 5 mil famílias ribeirinhas e indígenas, que dependem da cidade para vender seus produtos e comprar o que não podem produzir localmente. Esse apoio torna-se ainda mais importante durante o período de cheia, que chega ao seu ápice no mês de julho, quando a pesca e a agricultura são mais difíceis.

Porém, devido à perda de renda - grande parte desta que surgia através do ecoturismo - e ao isolamento, as famílias ribeirinhas estão, agora, passando também por uma crise de fome. Essa tendência é reforçada pela alimentação inadequada que já vinha ocorrendo na região.

Créditos: Pedro Nassar

Crowdfunding

Em vistas disso, foi criado um crowdfunding com o objetivo de arrecadar dinheiro para conter o alastramento dessa crise. Segundo o site, a iniciativa partiu de “voluntários da sociedade civil, biólogos, profissionais da área de pesquisa, conservação da biodiversidade e segurança alimentar de populações amazônicas que atualmente trabalham e residem na cidade de Tefé, Amazonas.” Para acessar o crowdfunding, clique aqui.

Até agora, já foram enviadas mais de 1.500 máscaras reutilizáveis e quase 100 cestas básicas para famílias ribeirinhas, indígenas e urbanas. Ainda segundo a iniciativa, com R$10 é possível comprar duas máscaras reutilizáveis, e com R$100 compra-se uma cesta básica com alimentos e materiais de higiene que sustentam uma família por um mês.

Em abril, através do apoio de amigos, essa iniciativa já havia arrecadado R$1.800 para a compra de máscaras produzidas por costureiras voluntárias e agentes de saúde. Com a sua ajuda, será possível expandir ainda mais esse projeto, auxiliando as famílias mais vulneráveis a superar a fome e a pandemia.

Entrega das doações em maio 2020. Fonte: https://benfeitoria.com/ajudaamazonia

Pousada Uacari 

No final de maio, o Blog Vida ao Ar Livre já havia divulgado um texto a respeito da iniciativa do Instituto Mamirauá voltada a monitorar e conter o alastramento do coronavírus pelo Amazonas. O Instituto apresenta como uma de suas frentes mais bem-sucedidas o Uacari Lodge: um hotel de selva localizado na Reserva Mamirauá, que visa educar turistas a respeito da região, além de gerar renda para a população local.

O hotel é gerido inteiramente por comunidades ribeirinhas, e é por isso que o apoio à essa população durante as épocas de crise é essencial para manter as atividades de ecoturismo na região. A guia naturalista Cynthia Lebrão escreve mais sobre o tema no texto A Vida Comunitária na Reserva Mamirauá - e os novos desafios da pandemia.

Agora que você já sabe como ajudar as comunidades ribeirinhas de Mamirauá, que tal fazer parte dessa rede de apoio? E depois que a pandemia acabar, conte com a Pisa Trekking para oferecer experiências amazônicas inesquecíveis. Especialistas em ecoturismo, nós oferecemos viagens assim há 32 anos. Confira todas aqui e tire todas as suas dúvidas com nossos atendentes!

Leia mais textos sobre a Amazônia:

Conheça os nossos roteiros!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 338 outros assinantes

Deixe uma resposta