Para onde viajar em 2021?

Com a chegada da vacina e a diminuição dos casos de COVID-19, 2021 será o ano da retomada de viagens. Passeios que reúnem família e amigos, que priorizam o bem-estar e a saúde, e que valorizam a natureza serão a tendência - além do lazer, estaremos buscando a tranquilidade e a harmonia. Hoje, o Blog Vida ao Ar Livre discute para onde viajar em 2021. 

Destinos remotos e contato com a natureza

O ano de 2020 nos fez pensar sobre questões fundamentais, tais como a importância de cultivarmos a nossa saúde e a das pessoas ao nosso entorno, e nos fez valorizar mais a grandiosidade do planeta em que vivemos. Afinal, quem não ficou com saudades do ar puro, das trilhas, dos rios e das montanhas enquanto estava confinado em casa, apenas revendo fotos de viagens antigas?

Destinos isolados no meio da natureza, além de oferecerem distanciamento social e ambiente apropriado para a circulação do ar, também permitem nos reconectarmos com o nosso corpo e com a nossa verdadeira essência. Sensações de ansiedade, estresse, fadiga e medo, que foram recorrentes em 2020, são amenizadas quando estamos em contato com a natureza e nos exercitando ao ar livre. 

Uma viagem na natureza também nos expõe aos princípios de sustentabilidade, que estão se tornando cada vez mais imprescindíveis no mundo atual. Uma viagem sustentável é aquela que minimiza os impactos negativos e potencializa os positivos, ajudando a preservar a natureza, auxiliando as comunidades locais e até incentivando o empreendedorismo. Para saber mais sobre esse tema, confira outro texto do blog: Turismo sustentável, o futuro chegou!

  • De dentro para fora

E como é de se esperar, a tendência é que a retomada do turismo ocorra, em um primeiro momento, dentro do próprio território nacional. Felizmente, o Brasil está repleto de lugares que correspondem à descrição de destinos remotos que oferecem contato com a natureza. 

Um deles é a Praia da Pipa, localizada no Rio Grande do Norte e considerada uma das praias mais bonitas do Brasil. Na sua região existem diversas trilhas ecológicas, praias onde ocorre a desova de tartarugas marinhas, e um santuário dedicado a preservar a Mata Atlântica. As falésias imponentes, as dunas branquinhas, e as águas quentes são a marca registrada da região.

A Serra da Capivara, no Piauí, também é um destino que merece destaque. Casa para a maior concentração de sítios arqueológicos do continente americano, lá é possível encontrar vestígios do homem pré-histórico que datam de mais de 50 mil anos. Além disso, o parque nacional também serve para proteger o ambiente da caatinga, que já é um atrativo em si. 

Um pouco mais ao norte, no Piauí também temos o Delta do Parnaíba, o terceiro maior delta do mundo, repleto de praias, dunas, lagoas, igarapés, manguezais, ilhas e uma biodiversidade riquíssima, e Barra Grandeconsiderada uma das mecas do kitesurf mundial, onde há praias de águas claras e calmas que unem conforto e preservação da natureza. Ambos os destinos, apesar de um pouco mais movimentados, permitem que se aprecie lindas paisagens do nordeste brasileiro sem precisar enfrentar praias, hospedagens e atrativos cheios como em Jericoacoara, por exemplo. 

A Chapada das Mesas, no Maranhão, é um destino que te traz de volta ao interior do Nordeste, em uma região de transição de caatinga, cerrado e floresta amazônica. O seu cartão-postal são as esculturas naturais de pedra que despontam da vegetação e se assemelham a mesas. Contudo, as refrescantes quedas d’água e os lagos azul-cristalinos, como o Encanto Azul, são os principais chamarizes. 

Já a Serra da Canastra, em Minas Gerais, é um destino onde os campos são extensos, os paredões de rocha são imponentes, e as cachoeiras chegam a medir 200 metros de altura. A principal delas é a Cachoeira Casca d’Anta, que se destaca por ser formada pelo Rio São Francisco. Essa é uma região onde o trekking pode ser um tanto desafiador por conta do terreno íngreme, mas as paisagens são recompensadoras. 

Apesar de morarmos no Brasil, muitos de nós não conhecemos verdadeiramente a diversidade de povos e culturas que habitam esse território. 2021, portanto, será o ano ideal para redescobrir a nossa própria casa e auxiliar as comunidades que sofreram tanto com a diminuição do turismo no ano passado. 

Viagens em família e cuidados necessários

As viagens em pequenos grupos, seja com família ou amigos, também serão tendência após termos passado tanto tempo longe das pessoas que amamos. Afinal, uma das melhores maneiras de nos conectarmos com outras pessoas é compartilhando experiências com elas e superando desafios juntos.

Acredita-se que a possibilidade de reservar pequenas pousadas ou lodges inteiros para um único grupo se tornará mais comum, evitando o contato com pessoas fora daquele círculo. Essa opção já está disponível em casas de temporada como a Casa da Baía, no Pantanal, que possui capacidade para 4 pessoas e permite que os hóspedes façam o isolamento em contato direto com a natureza. A equipe do hotel, apesar de não estar presente a todo o momento, fica à disposição para ser chamada no caso de qualquer necessidade.

Afinal, como a pandemia ainda não acabou, é preciso tomar precauções e não se esquecer de cumprir com os protocolos de segurança e saúde. Por isso, fique atento aos sintomas, contrate um seguro viagem e se puder, mesmo sem obrigatoriedade, faça o teste PCR para Covid antes da viagem, assim você terá certeza que não está levando o vírus para outras pessoas.

Agora que você sabe para onde viajar em 2021, que tal começar a planejar um passeio? Para tanto, conte com os serviços da Pisa Trekking. Especialistas em ecoturismo, oferecemos várias opções de pacotes para todo o mundo. Escolha o melhor para você aqui e tire todas as suas dúvidas com nossos atendentes!

Leia mais textos sobre destinos para visitar em 2021:

Conheça os nossos roteiros!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 355 outros assinantes

Um Comentário em: “Para onde viajar em 2021?

Deixe uma resposta