5 passeios imperdíveis nos Lençóis Maranhenses

Há muito o que conhecer nos Lençóis Maranhenses. As maravilhas naturais e as experiências culturais são um prato cheio, e uma viagem nunca é igual a outra: afinal, a paisagem muda constantemente, de acordo com o regime de chuvas. Para te ajudar a elaborar um roteiro inesquecível, o Blog Vida ao Ar Livre apresenta 5 passeios imperdíveis nos Lençóis Maranhenses.

Conhecer os Grandes e Pequenos Lençóis

Os Lençóis Maranhenses não são apenas um mar de dunas uniforme. Em seu interior, é possível distinguir duas paisagens distintas, que encantam os viajantes de maneira igualmente intensa e não devem ficar de fora do seu roteiro.

A primeira é a paisagem dos Grandes Lençóis, que é a mais conhecida. Ela é predominantemente composta por dunas de 10 a 30 metros de altura, que sobem aos céus e depois caem em lagoas de águas cristalinas, irresistíveis aos viajantes que querem descansar as pernas e espantar o calor. 

Para conhecê-las, nada melhor do que partir em passeios motorizados pelos circuitos da Lagoa Azul e da Lagoa Bonita, por exemplo, que passam pelas lagoas mais famosas da região e permitem contemplar o pôr-do-sol do topo dos montes de areia.

Já a segunda é a paisagem dos Pequenos Lençóis, onde as dunas são mais suaves. Apesar de aqui também existirem lagoas paradisíacas, a atenção se volta inteiramente para os oásis que se formam às suas proximidades, com bastante vegetação e presença da população local. 

A cidade de onde sai a maioria dos passeios para conhecer os Pequenos Lençóis é Tutóia, que vem se destacando cada vez mais como um destino de ecoturismo. 

Navegar pelo Rio Preguiças parando em Vassouras, Caburé e Mandacaru

Para obter uma visão mais íntima dos Lençóis Maranhenses, é possível deixar os veículos 4x4 para trás e partir em um passeio de lancha pelo Rio Preguiças, com a possibilidade de conhecer povoados que ficam às suas margens.

O típico roteiro fluvial começa por Barreirinhas e tem a primeira parada em Vassouras, que está localizada nos Pequenos Lençóis e abriga famílias que dependem da pesca e do turismo para o seu sustento. 

Então, o passeio segue para Caburé, localizada próxima à foz do rio, na estreita faixa de areia que o separa do mar. A última parada é em Mandacaru, uma vila de pescadores que antes servia como centro comercial e portuário e que abriga o famoso Farol do Preguiças, aberto para visitações.

O próprio percurso pela água, contudo, também é uma parte imperdível do passeio, ao apresentar a flora local, que é tomada por mangues gigantes e igarapés. O rio tem mais de 120 km de comprimento e é um dos principais pontos turísticos da região.

Foto: Luiza Nunes - Wikimedia Commons

Dormir em Atins 

Atins é um vilarejo paradisíaco e exclusivo, localizado no lado leste dos Lençóis Maranhenses, na divisa com o mar. Muitos o comparam com Jericoacoara de tempos passados, onde a natureza é extravagante e a infraestrutura é reduzida, com poucos bares e restaurantes, além de ruas de areia fofa.

O vilarejo é um destino imperdível por oferecer lagoas e praias no mesmo lugar, e ambos serem facilmente acessíveis a pé. Além disso, interessados em esportes radicais encontram lá as condições ideais para a prática de kitesurfe, que é favorecida pela intensidade e constância dos ventos da região.

Para chegar a Atins, é possível pegar uma lancha ou um 4x4 saindo de Barreirinhas, e a viagem dura aproximadamente 1h30. A visita com certeza vale a pena, principalmente para aqueles que querem ficar hospedados em uma cidade menos movimentada do que Barreirinhas, e com direito a todas as maravilhas da região.

Assistir à revoada dos Guarás

Ainda em Atins, é possível encontrar um dos fenômenos mais belos dos Lençóis Maranhenses: a revoada dos guarás. Essas são aves de plumagem vermelha vibrante que pintam o céu quando voltam para seus abrigos no cair do dia, após passarem o dia inteiro caçando caranguejos.

Para observar o espetáculo, é preciso sair de barco nas águas próximas aos manguezais, e fazer bastante silêncio, tendo em vista que os guarás costumam voar mais alto quando percebem a presença humana. A revoada dura pelo menos 20 minutos, e vários bandos de diferentes tamanhos aparecem durante o período.

O fato de que isso ocorre bem na hora do pôr-do-sol torna o passeio ainda mais especial. O céu assume uma cor avermelhada, não muito diferente da tonalidade dos próprios guarás, como se estivesse fervendo, e as águas do rio refletem toda essa luminosidade.

Fazer a travessia do Parque Nacional

Por fim, uma das melhores maneiras de conhecer os Lençóis Maranhenses é através do roteiro de Travessia, que consiste em três dias de trekking que totalizam aproximadamente 35 km. Aqui, é possível conhecer regiões pouco exploradas do parque, sem deixar de lado os pontos turísticos mais tradicionais.

O roteiro não conta com um caminho definido, tendo em vista que o seu objetivo é proporcionar exclusividade e isolamento, eliminando a chance de encontrar outras pessoas pelo caminho. As únicas constantes são os pontos de partida e chegada: Atins e Santo Amaro, respectivamente, para pegar as dunas com subidas menos acentuadas.

Durante a caminhada, passamos por vilarejos como Baixa Grande e Queimada dos Britos, onde pouquíssimas famílias habitam. Por sinal, um dos pontos fortes da Travessia é justamente a oportunidade de estabelecer um maior contato com as comunidades locais, e entender como é viver em uma região onde a natureza dita as regras. 

O resultado é a geração de impacto social, ambiental e econômico positivo, tudo isso enquanto conhecemos uma das regiões mais belas do Brasil.

Agora que você já conhece os 5 passeios imperdíveis nos Lençóis Maranhenses, que tal começar a planejar a sua viagem? Para isso, conte com os serviços da Pisa Trekking. Especialistas em ecoturismo, oferecemos várias opções de pacotes para os Lençóis Maranhenses. Confira todos aqui e tire todas as suas dúvidas com nossos atendentes!

Leia mais textos sobre os Lençóis Maranhenses:

Conheça os nossos roteiros!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 382 outros assinantes

Deixe uma resposta