Serra da Canastra: Onde fica, melhor época e principais atrativos

A Serra da Canastra é um destino marcado por grandes paredões de rocha intercalados com extensos campos de vegetação típica de cerrado. Apesar de ainda ser pouco explorado por turistas, ele apresenta uma variedade de atrativos que agradam tanto às pessoas mais contemplativas quanto às mais aventureiras. Hoje, o Blog Vida ao Ar Livre te conta onde fica, melhor época para visitar, e principais atrativos da Serra da Canastra. 

Onde fica a Serra da Canastra

O Parque Nacional da Serra da Canastra está localizado em Minas Gerais, abrangendo os municípios de Vargem Bonita, Delfinópolis, Sacramento, São João Batista do Glória, Capitólio e São Roque de Minas, onde está localizada a sua portaria principal. É lá também onde se encontra a nascente histórica do Rio São Francisco, um dos principais rios de toda a América do Sul.

A maneira mais comum de chegar à Serra da Canastra partindo de São Paulo é ônibus ou carro, em um trajeto de 540 km de distância que leva cerca de 8 horas para ser percorrido. É importante lembrar que, dentro do parque, as estradas foram feitas para carros 4x4, então é mais vantajoso fazer os passeios internos com uma empresa de turismo que ofereça o transporte adequado.

Melhor época para visitar a Serra da Canastra

A melhor época para visitar a Serra da Canastra é entre os meses de abril e outubro, correspondente ao período de seca. Apesar de esse também ser o período de inverno, as temperaturas ficam numa média de 17°C, não alcançando as baixas encontradas em Campos do Jordão e Monte Verde, por exemplo. Porém, quando começa a chegar o sol do verão, as cachoeiras ficam cada vez mais convidativas.

Na época de chuvas, entre dezembro e março, quando a média de temperaturas é 24ºC, a condição das estradas fica bem mais precária, e ainda existe o risco de ocorrerem cabeças d’água, quando a chuva provoca um aumento súbito no volume de rios e cachoeiras. Muitas vezes, o próprio parque impede o acesso às cachoeiras nessa época por causa desse fenômeno, que pode ser desastroso.

Principais atrativos da Serra da Canastra

A Serra da Canastra é famosa principalmente por suas cachoeiras, sendo a principal delas a Cachoeira Casca d’Anta, formada pelo Rio São Francisco, que se tornou cartão-postal do parque com seus imponentes 186m de queda. É possível fazer uma trilha que leva diretamente ao seu poço, ou optar por fazer o caminho da parte de cima, para ter a visão da serra por onde o rio desce. 

Outras cachoeiras de destaque são a Cachoeira da Chinela, que está situada em uma propriedade privada entre montanhas, e tem uma queda de 80m com um poço ideal para banhos, e a Cachoeira dos Rolinhos, a maior cachoeira da Serra da Canastra, com 300m de altura e poços de 50m de extensão. Porém, enquanto a primeira tem acesso fácil, a segunda necessita do acompanhamento de um guia, tendo em vista que a sua trilha passa por fora do parque.

Para quem quer fazer uma visita focada em trekking, a Serra da Canastra também apresenta diversas opções de trilhas que antes eram utilizadas por tropeiros durante o ciclo do ouro. A trilha que passa pela região de Ribeirão Grande até o Vale do Quilombo é um exemplo disso: o caminho, conhecido como Rasga Saco, ganhou esse nome por conta das suas pedras pontiagudas que furavam os sacos de mantimentos levados pelos viajantes. 

A Serra do Cigano também conta com uma trilha que era utilizada para alcançar jazidas de pedras. A região é selvagem, contando com campos limpos e rupestres, e o caminho passa por entre grandes paredões rochosos até chegar no alto de uma montanha, da onde é possível enxergar toda a extensão do cerrado.

Já através das trilhas da Serra da Babilônia é possível observar os paredões da Serra da Canastra, tendo em vista que uma está ao lado oposto da outra, formando juntas o Vale do Alto São Francisco. O Chapadão da Babilônia possui uma vegetação endêmica única, além de diversos mirantes e muros que foram construídos por escravos para separar os rebanhos de fazendeiros.

Os animais que se consegue avistar ao longo de toda a Serra da Canastra também são grandes atrativos da região. Como exemplo cabe citar o cachorro-do-mato, a seriema, o gavião-caboclo, e algumas espécies ameaçadas de extinção como o lobo-guará, o veado-campeiro e o tamanduá-bandeira. 

Por fim, para quem curte gastronomia, a Serra da Canastra também é famosa pelos seus queijos artesanais, que já foram vencedores de prêmios nacionais e internacionais, além de outras delícias tipicamente mineiras, como pães de queijo e traíras desossadas. 

Agora que você já sabe tudo sobre a Serra da Canastra, que tal começar a planejar uma viagem? Para tanto, conte com os serviços da Pisa Trekking. Especialistas em ecoturismo, oferecemos várias opções de pacotes para a Serra da Canastra. Confira todos aqui e tire todas as suas dúvidas com nossos atendentes!

Leia mais textos sobre destinos em Minas Gerais:

Conheça os nossos roteiros!

Assine nossa newsletter e receba nossos roteiros e novos textos do blog

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 354 outros assinantes

Um Comentário em: “Serra da Canastra: Onde fica, melhor época e principais atrativos

Deixe uma resposta